Morre vendedora atingida a tiros no Lagamar

Revoltados com o crime, alguns moradores incendiaram uma borracharia e o carro de um homem apontado como autor dos disparos

Legenda: Alexsandra da Silva Souza, 22 anos, foi morta na comunidade Lagamar em frente de casa, onde vendia pratinhos
Foto: Reprodução

A vendedora Alexsandra da Silva Souza, de 23 anos, que foi atingida na cabeça por uma bala na comunidade do Lagamar, bairro Aerolândia, em Fortaleza, morreu nesta sexta-feira (30), no Hospital Instituto Dr. José Frota (IJF).

Segundo a polícia, o crime foi registrado próximo à avenida Borges de Melo na noite desta quinta-feira (29). A jovem foi baleada na frente de casa, onde vendia pratinhos de comida. Alexsandra foi socorrida em um carro de um morador e levada em estado grave para o IJF.

Borracharia no Lagamar
Legenda: A polícia encontrou a borracharia aberta, mas o dono do estabelecimento não estava no local
Foto: Rafaela Duarte

Testemunhas relataram que ela chegou inconsciente à unidade hospitalar. O corpo foi encaminhado para a Perícia Forense, no bairro Moura Brasil.

Crime

A Polícia Militar foi chamada para o local do crime. Ao chegar, moradores informaram para os agentes de segurança que o principal suspeito de ter atirado contra Alexsandra é o dono de uma borracharia próxima ao local onde o crime aconteceu. A polícia não encontrou o suspeito nem a arma do crime.

Após a tentativa de homicídio, na madrugada de sexta-feira, alguns moradores incendiaram a borracharia, e um veículo como represália pelo crime. 

Os populares relataram ainda que não é a primeira vez que ele atenta contra a vida de Alexsandra. Porém, ninguém comentou se o dono da borracharia e a vítima tinham, ou já tiveram, algum relacionamento amoroso.

A Secretaria da Segurança Pública do Ceará (SSPDS) informou que a 10ª Delegacia do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) será a responsável por investigar as circunstâncias da morte de Alexsandra. 

Carro no Lagamar
Legenda: O carro do proprietário da borracharia ficou bastante danificado pelas chamas
Foto: Rafaela Duarte

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança