Membro de facção é preso com 2 kg de cocaína e tenta oferecer R$ 100 mil para ser liberado

Na casa do suspeito, os policiais encontraram evidências sobre a construção de uma casa em Caucaia avaliada em mais de R$ 500.000

carro apreendido
Legenda: Durante uma busca dentro do veículo, a Polícia informou que encontrou os 2 kg de cocaína.

Um membro da facção criminosa Comando Vermelho (CV) foi preso nessa terça-feira (24) por tráfico de drogas, no bairro Bom Jardim, em Fortaleza. Com ele, foram apreendidos 2 kg de cocaína. Reginaldo Rodrigues dos Santos, de 33 anos,  chegou a apresentar uma identidade falsa e a oferecer R$ 100.000 em propina, aos policiais que o capturaram, para ser liberado.

De acordo com a Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), contra o suspeito, já havia um mandado de prisão por tráfico interestadual de drogas. Reginaldo tinha como função na facção o abastecimento de entorpecentes em bairros, como Bom Jardim, Conjunto Ceará e Genibaú, onde liderava. O integrante recebia os produtos ilícito do irmão, que os mandava do Norte do país. 

Nessa terça-feira, o suspeito foi preso após a Polícia receber uma denúncia contra ele. Ao localizarem Reginaldo, que estava conduzindo um veículo no bairro Bom Jardim, os policiais realizaram uma abordagem. O homem chegou a apresentar um documento falso, mas, em seguida, confessou que a identidade não era verdadeira. 

Durante uma busca dentro do veículo, a Polícia informou que encontrou os 2 kg de cocaína. Reginaldo confessou também que estava indo realizar a busca de mais drogas. Ao chegarem no local onde ele ia receber os entorpecentes, os policiais viram um homem que fugiu após  jogar uma sacola plástica no chão. Nela, havia dois tabletes de maconha.

Casa avaliada em mais de R$ 500.000

Em seguida, a Polícia afirmou que foi até à casa do suspeito, um flat localizado na Avenida Beira-Mar, em Fortaleza. No imóvel, os policiais encontraram uma certidão de nascimento falsa e vários documentos de imóveis, como um terreno em Caucaia, onde está sendo construída uma casa avaliada em mais de R$ 500 mil. 

Conforme a Polícia, Reginaldo possui antecedentes criminais por tráfico de drogas, uso de entorpecentes e homicídio. Ele e o material apreendido foram encaminhados para 32º Distrito Policial (Bom Jardim), onde foi instaurado um inquérito policial e o suspeito foi autuado por tráfico de drogas, uso de documento falso e corrupção ativa. Foi cumprido ainda o mandado de prisão que estava em aberto. 

A Polícia informou que o caso continua sendo investigado e que busca identificar outros suspeitos. A Instituição informou também que a população pode enviar informações que auxiliem os policiais, por meio do 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) ou para o telefone (85) 3101-6104, do 32º DP. Segundo a Corporação, o sigilo e o anonimato são garantidos.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança

Assuntos Relacionados