Homem preso há cinco anos por estupro é inocentado

A Defensoria Pública do Ceará afirmou que vai trabalhar para que, agora, Antônio Cláudio Barbosa de Castro seja solto o mais rápido possível

Antônio Cláudio Barbosa de Castro, 35, antes condenado sob acusação de estuprar oito mulheres, foi inocentado. A reviravolta no caso aconteceu na tarde desta segunda-feira (29), após decisão proferida pelos desembargadores membros das Câmaras Criminais Reunidas do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE). A maioria dos magistrados votou a favor da inocência dele.

O homem havia sido condenado a nove anos de reclusão e já estava preso há cinco anos. Defensoria Pública e Innocence Project argumentaram que sete mulheres desistiram de acusar Antônio Cláudio. No único caso levado adiante, a vítima tinha apenas 11 anos na época do crime.

O inocentado era dono de uma borracharia no Mondubim e não tinha passagens pela Polícia, quando foi detido em agosto de 2014 por suspeita de abusar sexualmente das oito mulheres, de idades entre 11 e 24 anos, nos bairros Maraponga, Parangaba, Vila Peri e arredores, em Fortaleza. O caso ficou conhecido como ‘Maníaco da Moto’.

Para a defesa, o homem que cometia os crimes sexuais pelas ruas de Fortaleza tem mais de 1,80m de altura. Antônio Cláudio é bem mais baixo, tem apenas 1,59m. A prova estaria em uma imagem de uma câmera de monitoramento, que também foi utilizada para reconhecer o dono de uma borracharia como criminoso, na investigação do 5º DP (Parangaba), da Polícia Civil. 

Familiares de Barbosa acompanharam o julgamento da revisão criminal. De acordo com a Defensoria Pública do Ceará, agora, o órgão vai trabalhar para que Antônio Cláudio seja solto o mais rápido possível.


 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança