Duas vítimas da chacina de Quiterianópolis tinham antecedentes, e uma delas usava tornozeleira

Os crimes aconteceram no início da tarde deste domingo (18), na rua Manuel Vieira de Carvalho, no Centro da cidade

Legenda: Cinco homens foram executados a tiros em Quiterianópolis, no interior do Ceará.
Foto: Vc repórter

Dois dos cinco homens que foram mortos em uma chacina no município de Quiterianópolis, no interior do Ceará, tinham antecedentes criminais, e um deles usava tornozeleira eletrônica, segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). Os crimes aconteceram no início da tarde deste domingo (18), na rua Manuel Vieira de Carvalho, no Centro da cidade.

Irineu Simão do Nascimento, 25 anos, tinha antecedentes criminais por roubo e associação criminosa, e José Reinaque Rodrigues de Andrade, 31 anos, respondia por roubo e era monitorado por tornozeleira eletrônica.

Os outros três mortos, segundo a SSPDS, não possuíam antecedentes criminais. Eles foram identificados como Etivaldo Silva Gomes, 23 anos; Antônio Leonardo Oliveira Silva, 19 anos; e Gionnar Coelho Loiola, 31 anos. 

Gionnar Coelho Loiola, de 31 anos, era cirurgião-dentista, morava e trabalhava na cidade de Novo Oriente, segundo informações do irmão dele, o jornalista Nathan Loiola. Segundo o familiar, Gionnar tinha ido a Quiterianópolis para um almoço.

Segundo a SSPDS, reforços da Polícia Civil, da Polícia Militar e uma aeronave da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) foram enviados para auxiliar nas diligências que têm o intuito de capturar os responsáveis pelos crimes. Os quatro suspeitos fugiram e não foram identificados. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança

Assuntos Relacionados