Vacinação contra a Covid-19 de grávidas e puérperas está suspensa no Interior do Ceará

Situação ocorre após recomendação de MPs para uso da CoronaVac apenas para segundas doses. Em Fortaleza, imunização desse público segue com a vacina da Pfizer

Grávida à espera de ser vacinada, segurando a barriga com uma mão
Legenda: No Ceará, mais de 43 mil doses de lote da CoronaVac que chegam nesta quinta-feira (13) ficarão retidas
Foto: Shutterstock

A vacinação contra a Covid-19 em gestantes e puérperas está suspensa em todo o Interior do Ceará. A imunização deste público seguiria com a nova remessa da CoronaVac, que chega ainda nesta quinta-feira (13), mas as doses serão retidas para utilização apenas da 2ª aplicação em idosos, conforme recomendação dos Ministérios Públicos

Com a mudança de direcionamento após a orientação dos MPs, boa parte da remessa que está a caminho, com 70 mil doses da CoronaVac, ficará retida. O Estado precisa, atualmente, de 26.150 doses para completar a imunização em idosos que estão com a aplicação atrasada.

"Como a vacinação da Fase 3 do Programa Nacional de Imunizações (PNI), no Ceará, começou em maio, grávidas e puérperas do Interior ainda não têm intervalo suficiente para tomar segunda dose. Já as que ainda não foram vacinadas terão aplicação da primeira dose suspensa, devido à recomendação", informou a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa).

Esse grupo de risco não pode ser vacinado com a AstraZeneca, conforme decisão do Ministério da Saúde (MS), restando, agora, apenas a Pfizer para imunizar grávidas e puérperas. Porém, esta vacina é usada somente em Fortaleza - pois precisa ser armazenada em equipamentos só disponíveis na Capital.

Assim, na Capital, a vacinação das gestantes seguirá somente com a Pfizer, enquanto a AstraZeneca será aplicada em pessoas com comorbidade nos demais municípios. 

Novo lote de vacinas

Nesta quinta, o Ceará deve receber 70 mil doses do imunizante do Instituto Butantan, que chegarão em um lote com mais 103.750 vacinas da AstraZeneca. A previsão é de que o voo chegue a Fortaleza às 22 horas. 

Segundo a Sesa, o total de doses da AstraZeneca que o Estado receberá "corresponde a segunda dose do grupo de idosos" e também será armazenado. "Serão distribuídos somente 10.375 doses, correspondentes a reserva estratégica do Estado para não interromper a ampliação da vacinação nas cidades do Interior", informou a secretaria.

Recomendação 

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), o Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério Público do Trabalho (MPT) recomendaram que Ceará e Fortaleza direcionem as novas remessas da CoronaVac apenas para a aplicação da segunda dose (D2).

Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará