Combate a incêndio em área rural de Santa Quitéria entra no quarto dia

Doze homens do Corpo de Bombeiros estão no local tentando apagar os focos.

Legenda: Incêndio começou na sexta-feira (7) em uma área rural de Santa Quitéria
Foto: Corpo de Bombeiros

Doze homens do Corpo de Bombeiros tentam, na manhã desta segunda-feira (10), apagar focos de incêndios que duram desde sexta-feira (7), em uma área de vegetação na Fazenda Ipueiras, na área rural da cidade de Santa Quitéria, a 220 km de Fortaleza. Os primeiros focos de incêndio iniciaram no quilômetro 10 da CE-176, no sentido Sobral.

> Incêndios em vegetação nos primeiros 10 dias de agosto já superam todo mês de julho, no Ceará

> Julho tem maior número de focos de incêndio desde 2016

> Incêndios atingem vegetação em Santa Quitéria e Ipueiras

O tenente-coronel Souza Júnior, comandante do 3º Batalhão de Bombeiros Militares, afirmou que as chamas têm pequenas proporções e as condições como vento forte, alta temperatura e baixa umidade ajudam para o surgimento de novos focos de incêndio. Não há registro de feridos. 

Fogo em Iguatu e Ipueiras

Outros dois municípios do Ceará registraram incêndios em vegetação neste fim de semana. Os registros aconteceram em Iguatu, na Região Centro-Sul e em Ipueiras, na Região da Ibiapaba. Em Iguatu o fogo atingiu uma área de  cerca de 80 hectares neste domingo (9), no Distrito de Alencar. O tenente-coronel Nijair Araújo Pinto, do 4º Batalhão, disse que o incêndio foi o maior registro dos últimos dias. Os bombeiros debelaram as chamas com a ajuda dos moradores.

“Segundo os moradores, há duas possíveis causas. Alguns dizem que uma senhora ateou fogo no lixo da própria casa e perdeu o controle. Outros já afirmam que foi em razão de um curto-circuito em um dos fios próximo à plantação”, afirmou.

Já em Ipueiras, a ocorrência de incêndio também atingiu áreas de vegetação. O fogo começou em uma localização conhecida como Morro da antena, no bairro São José, entre a noite deste sábado (8) e a madrugada deste domingo (9).

Legenda: Fogo na vegetação em Santa Quitéria
Foto: Corpo de Bombeiros

Emergência ambiental

O Ceará decretou no último dia 27 de julho estado de emergência ambiental para reforço no combate aos incêndios florestais e queimadas, mais frequentes no segundo semestre do ano. A medida vale para os meses de julho a janeiro de 2021. Foi a primeira vez na história que isso acontece para combate aos incêndios florestais, já que, normalmente, a medida é adotada em outras adversidades, como escassez hídrica ou inundações

Você tem interesse em receber mais conteúdo da região do Ceará?