Ânimos se acirram e deputados batem-boca em CPI na AL-CE após áudio contra associação; veja vídeo

Elmano Freitas e Delegado Cavalcante discutiram após acusação de "falta de ética" contra o petista

Escrito por Alessandra Castro,

PontoPoder
fotografia
Foto: Felipe Azevedo

O clima esquentou na CPI da Associações Militares, nesta terça-feira (7), entre os deputados Elmano de Freitas (PT) e Delegado Cavalcante (PL) após o petista apresentar na Comissão um áudio no qual, supostamente, o presidente da Associação dos Profissionais de Segurança (APS), Cleyber Araújo, participa de tratativas para tentar influenciar na tramitação de um processo na Justiça. Cleyber não se manifestou sobre o conteúdo.

Na ocasião, o bolsonarista acusou o petista de já estar em posse do áudio desde janeiro e de "não ter um pingo de ética" ao apresentar a gravação na reunião de hoje da CPI. Para ele, o assunto deveria ter ficado sigiloso.

"Eu tenho conhecimento de que o deputado relator está com esse áudio desde janeiro. Eu não tenho dúvida que isso é político, que é politiqueiro. Agora, se apresenta um áudio que não está no objeto da CPI e o objetivo, mais uma vez, é massacrar a polícia militar. O senhor não teve um pingo de ética. O senhor não teve ética nenhuma", disparou Cavalcante.

Em seguia, Elmano rebate: "Mentiroso é você, dizendo que eu tenho esse áudio desde janeiro. Você é mentiroso e desonesto". Na sequência, Cavalcante dá a tréplica: "Mentiroso é você e desonesto". No meio do bate-boca, então, o petista pergunta como o bolsonarista sabe que ele tem desde janeiro, e Cavalcante diz que "tem prova".

Veja o momento da confusão: