A pedido de Eduardo Girão, Senado celebra Dia Mundial dos Discos Voadores

Sessão especial está marcada para ocorrer em Brasília nesta sexta-feira, 24

Escrito por Felipe Azevedo, felipe.azevedo@svm.com.br

PontoPoder
Senador Eduardo Girão
Legenda: Na justificativa, o parlamentar destaca a campanha "UFOs: Liberdade de Informação Já", lançada ainda em 2004 pela Comissão Brasileira de Ufólogos (CBU).
Foto: Senado Federal

O Senado Federal realiza nesta sexta-feira, 24 de junho, às 10 horas, uma sessão especial para comemorar os 75 anos do Dia Mundial da Ufologia. O evento vai tratar sobre possíveis aparições de objetos voadores não identificados (OVINIs) e vida em outros planetas.

O requerimento, aprovado ainda no dia 16 de março, é de autoria do senador cearense Eduardo Girão (Podemos) e tem ainda a assinatura dos senadores Eliziane Gama (Cidadania-MA), Alessandro Vieira (Cidadania-SE), Izalci Lucas (PSDB-DF), Jorge Kajuru (Podemos-GO), Marcos do Val (Podemos-ES), Paulo Rocha (PT-PA), Senador Reguffe (Podemos-DF).

Na justificativa do pedido para realização da solenidade, destaca-se a campanha "UFOs: Liberdade de Informação Já", lançada ainda em 2004 pela Comissão Brasileira de Ufólogos (CBU).

O movimento que reuniu simpatizantes e estudiosos do tema pediu abertura de documentos oficiais sobre o assunto para as Forças Armadas. 

"Em 2005, os membros da UFO e da CBU foram convidados para comparecer ao Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (Cindacta) e Comando de Defesa Aeroespacial Brasileiro (Comdabra), em Brasília, para apreciar estes documentos", diz o texto assinado por Girão. 

Em abril de 1947, ainda segundo justificativa do parlamentar, após uma série de aparições de objetos no céu dos Estados Unidos, "se estabeleceu o que hoje é conhecido como 'Dia Mundial dos Discos Voadores', e a data é comemorada anualmente pelos ufólogos".

Eduardo Girão destaca ainda outras movimentações de brasileiros em busca de de informações sobre vidas extraterrestes e menciona o protagonisto do País na discussão. 

"Estas são iniciativas únicas no mundo, nunca repetidas ou realizadas em qualquer outra nação, mostrando a liderança do Brasil na área", diz o parlamentar.