Deputada tetraplégica fica em pé para pedir saída de Cunha

“Levante desta cadeira, Eduardo Cunha!”, disse a parlamentar Mara Gabrilli no plenário da Câmara

Após se utilizar de manobras regimentais e da ação de aliados para atrasar a tramitação de seu processo de cassação, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), foi alvo de protestos de outros parlamentares durante a sessão plenária desta quinta-feira (19). A manifestação mais marcante foi a da deputada Mara Gabrilli (PSDB-SP) que, apesar de ser tetraplégica, ficou de pé para pedir a saída dele.

> Cunha faz manobras e sofre reação na Câmara

A deputada se utilizou de uma cadeira ortostática, que possibilita pessoas com deficiência física ficarem na posição vertical, e, olhando nos olhos de Cunha, pediu ainda o esvaziamento da sessão: “Convido todos os deputados a deixarem essa sessão, pela ética, pela moral e pelo povo brasileiro que nos trouxe aqui. Levante desta cadeira, Eduardo Cunha!”, disse.

Assista:

O presidente da casa ficou calado e não exibiu nenhuma reação. O vídeo com o protesto, feito pela TV Câmara, foi publicado no Facebook da parlamentar e viralizou.

Cunha é acusado de integrar esquema de corrupção da Petrobras e esconder patrimônio milionário no exterior. Para evitar a sessão do Conselho de Ética, ele a abriu a Ordem do Dia no plenário pela manhã com um reduzido número de deputados e determinou que as comissões que estivessem funcionando naquele momento fossem suspensas. Com isso, a reunião do Conselho sobre a admissibilidade do processo contra o próprio acabou sendo encerrada. 

No Conselho de Ética, aliados do presidente tentaram esvaziar a sessão por falta de quorum. O número mínimo de 11 dos 21 integrantes só foi atingido às 10h23, 53 minutos após o horário previsto. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil