Enel Distribuição Ceará se posiciona sobre o reajuste das tarifas

A distribuidora informa que a maioria dos consumidores não sentirá o impacto em função do fim da cobrança da Bandeira Escassez Hídrica pelo governo.

Escrito por Enel e Agência de Conteúdo DN,

Negócios
Legenda: A Enel Distribuição Ceará foi uma das primeiras distribuidoras esse ano a passar pelo reajuste das tarifas
Foto: divulgação

A Agência Nacional de Energia Elétrica autorizou na semana passada o reajuste da tarifa de energia da Enel Distribuição Ceará. O efeito médio para os clientes será de 24,85% e começou a vigorar no último dia 22 de abril. A retirada da bandeira tarifária Escassez Hídrica pelo governo ameniza o efeito do reajuste para a maioria dos clientes. Importante ressaltar também que não houve mudança na alíquota do ICMS.

A Enel Distribuição Ceará foi uma das primeiras distribuidoras esse ano a passar pelo reajuste das tarifas. Todas as empresas de distribuição do País terão suas tarifas reajustadas ao longo de 2022. Do total do reajuste aprovado no Ceará, somente uma parte (5,58%) é direcionada para as atividades realizadas pela Enel para operação, manutenção e expansão da rede elétrica. O restante é destinado a compra de energia, encargos do setor, custos de geração e transmissão de energia e impostos que não são de responsabilidade da distribuidora.

Todas as distribuidoras do Brasil sofrerão reajustes em suas tarifas?

Enel: Todos os anos, as distribuidoras de energia passam pelo processo de reajuste tarifário que está previsto no contrato de concessão de cada empresa. Esse reajuste, que é determinado pela Agência Nacional de Energia Elétrica, serve para arrecadar nas tarifas dos consumidores os valores para pagamentos das geradoras e transmissoras de energia bem como os encargos setoriais. A menor parte da tarifa tem como objetivo assegurar o equilíbrio econômico-financeiro das empresas de distribuição para que possam continuar investindo na melhoria da qualidade do serviço prestado. A Enel Ceará foi uma das primeiras a passar por esse processo esse ano.

Quem define o valor da tarifa de energia? Não é a própria Enel?

Enel: Não. As tarifas de energia são definidas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) com base em leis e regulamentos federais.

O percentual de aumento foi de 24,85%. Existe alguma explicação para esse valor?

Enel: Em função da situação crítica da pandemia da Covid, o governo federal adotou algumas medidas para atenuar os efeitos do reajuste para o consumidor e postergou para esse ano o repasse para as tarifas de alguns custos, como o pagamento às transmissoras.

O aumento dos encargos setoriais, como por exemplo, a Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) definida pela agência reguladora e pelo governo federal, a inflação e os custos da geração de energia do País estão entre os fatores que mais contribuíram para o aumento do percentual do reajuste deste ano.

O Governo Federal anunciou o fim da cobrança da bandeira Escassez Hídrica. Como esse fator impacta na redução da conta?

Enel: Com o fim da cobrança dessa tarifa emergencial a maioria dos clientes da Enel Ceará não deverá perceber o reajuste na próxima conta.

Parte da tarifa é utilizada para investimentos. Que tipo de investimentos são realizados? O que o cliente ganha com esses investimentos?

Enel: No último ano, investimos cerca de R$1,1 bilhão em todo o estado resultando na melhora de todos os indicadores de qualidade. Os investimentos foram destinados, principalmente, à modernização da rede elétrica e à construção de novas subestações para garantir o atendimento dos novos empreendimentos.

A melhoria da qualidade é uma boa notícia. Mas e a conta? Teremos facilidades para pagar?

Enel: O cliente tem a opção de parcelar sua conta em até 24 vezes no cartão de crédito pelo site da Enel. Para clientes que possuem dívida, temos condições facilitadas de parcelamento que podem variar de acordo com a situação de cada cliente, com uma política de entrada e nove vezes sem juros, diretamente com a distribuidora.  É só procurar nossos canais de atendimento pelo site, aplicativo, central de relacionamento ou mesmo nas nossas lojas.

E as famílias que têm direito a tarifa social de energia elétrica. Como podem participar?

Enel: Desde o início do ano, as famílias de baixa renda estão sendo incluídas automaticamente pela Enel no programa que oferece 10% a 65% de desconto na conta de luz. Para ter direito é preciso estar com o Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) atualizado junto ao governo federal. É importante que o cliente verifique as regras do programa no site da Enel e caso tenha o direito ao benefício, procure nossos canais atendimento para informações sobre o seu cadastro.

Adotar medidas simples também podem ajudar a reduzir o valor da conta. O que o cliente pode fazer?

Enel: Com certeza. Hábitos simples como não abrir e fechar a geladeira muitas vezes, juntar peças de roupas para passar de uma vez só, reduzir o uso do chuveiro elétrico, apagar a luz ao sair do cômodo, são alguns exemplos. Vale lembrar que por causa do calor, o uso do ar-condicionado, ventilador e bebedouros acabam consumindo mais energia porque os compressores precisar ficar ligados e acabam aumentando mais o consumo.

 

Assuntos Relacionados