Egídio Serpa: Saneamento precisa do capital privado

Falta dinheiro para a implantação de novos projetos de saneamento nas cidades brasileiras, incluindo Fortaleza, cuja rede de esgoto precisa de ser ampliada, e com certa urgência. Solução? Abrir esse mercado - hoje amplamente dominado por estatais estaduais e municipais - para o investimento privado. A MP 868, que trata do tema, caducará no dia 3 de junho, pois a Câmara e o Senado não terão tempo para analisá-la e votá-la. Por esta razão, o Governo Bolsonaro elabora projeto-de-lei - com texto semelhante ao da MP - que será enviado ao Congresso. Empresas privadas têm claro interesse em entrar nesse negócio, mas em áreas de grande demanda, como grandes e médias cidades. Onde não há essa demanda e onde é baixa a renda da população, o capital privado não entrará, pois terá prejuízo. Aí, a saída serão os minguantes recursos orçamentários dos estados ou dos municípios. As corporações que dominam o saneamento já se erguem contra a possibilidade de privatização.

Diferença

Para os cearenses que entendem as entrelinhas: o orçamento da Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA) - que trata da agricultura familiar e das relações com os movimentos sociais no campo - é superior a R$ 400 milhões. O da Diretoria Executiva de Agronegócio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico - que se relaciona com as empresas organizadas da agropecuária - é de menos de R$ 6 milhões.

Emprego

Até fevereiro de 2020, quando terá concluída sua expansão (abrirá mais 4 lojas, três em Fortaleza), o Supermercado Pinheiro terá criado mais 400 empregos "estáveis e diretos" - informa seu diretor comercial, Alexandre Pinheiro. A primeira, em Acaraú, será inaugurada no próximo mês de agosto.

Crédito

Informa o Banco Itaú: no 1º trimestre deste ano, aumentou em 19%, no Ceará, a concessão de crédito consignado.

Pergunta

Que consequência política terá a manifestação de amanhã?

Segundo pesquisa da Confederação Nacional das Câmaras de Dirigentes Lojistas e do SPC Brasil, 83 milhões de consumidores brasileiros têm, hoje, pelo menos, uma compra cujo pagamento é parcelado. Isto é, estão comprometidos com pagamento de compras que fizeram por cartão, cheque pré datado ou crediário

Não encheram os grandes reservatórios, mas as chuvas deste ano serviram para recarregar o lençol freático de áreas importantes da agricultura irrigada do Ceará. As chuvas deixaram um grave prejuízo ao setor da logística do transporte: as rodovias federais e estaduais estão esburacadas, exigindo dinheiro para consertá-las


Categorias Relacionadas