Demitidos da Ford receberão no mínimo R$ 130 mil de indenização

Ao todo, foram realizadas 25 reuniões de negociação entre a empresa e a entidade de trabalhadores

Escrito por Folhapress/Fernanda Brigatti,

Negócios
Ford
Legenda: A proposta foi aprovada com 336 votos favoráveis, o equivalente a 55,33% do total, segundo o Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté
Foto: Shutterstock

Os trabalhadores da Ford em Taubaté (SP) aprovaram na terça-feira (6) a proposta apresentada pela empresa de um plano de indenizações aos funcionários. A montadora anunciou no início de janeiro o encerramento de sua produção em todas as fábricas no Brasil.

O plano prevê três programas de demissão incentivada para atender empregados mensalistas, horistas e também aqueles que estejam afastados por acidente ou doença relacionada ao trabalho.

A proposta foi aprovada com 336 votos favoráveis, o equivalente a 55,33% do total, segundo o Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté. Ao todo, foram realizadas 25 reuniões de negociação entre a empresa e a entidade de trabalhadores. A planta no interior de São Paulo tem cerca de 830 empregados diretos.