Quatro áreas de saúde do Ceará têm aumento de casos da Covid-19 nas duas primeiras semanas de agosto

Segundo boletim epidemiológico semanal da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), também só houve aumento no número de óbitos em cinco das 22 ADS, em comparação às duas últimas semanas de julho

Escrito por Redação,

Metro
Legenda: Ceará registrou aumento no número de casos da covid-19 em apenas quatro ADS nas últimas duas semanas.
Foto: Guilherme Lima/TV Anhanguera

De acordo com o boletim epidemiológico semanal da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), houve aumento no número de casos da Covid-19 nas duas primeiras semanas de agosto em quatro das 22 áreas descentralizadas de saúde (ADS) no Ceará. O informe foi divulgado nesta quinta-feira (27), e também mostrou que só houve aumento no número de óbitos em cinco das 22 ADS, em comparação com as duas últimas semanas do mês de julho.

Conforme a Sesa, lideram os índices de incremento no número de casos da enfermidade, segundo o período de comparação, as seguintes áreas descentralizadas:

  • Icó (60,3%), indo de 476 para 763 casos
  • Aracati (35,3%), indo de 136 para 184 casos
  • Crateús (16,8%), indo de 939 para 1.097 casos
  • Iguatu (2,6%), indo de 1.213 para 1.244 casos 

 

Óbitos por Covid-19

Cinco ADS apresentaram incremento dos números de óbitos confirmados e suspeitos por Covid-19, comparando com as mesmas Semanas Epidemiológicas, sendo elas

  • Itapipoca (60%), indo de 5 para 8 mortes
  • Limoeiro do Norte (50%), indo de 12 para 18 mortes
  • Baturité (33,3%), indo de 3 para 4 mortes
  • Crato (11,1%), indo de 27 para 30 mortes
  • Quixadá (7,4%), indo de 27 para 29 mortes

A ADS de Itapipoca apresentou um incremento de 60%, no comparativo das semanas 30 e 31 (19/07 a 1º de agosto) e 32 e 33 (2/08 a 15/08). Lá, o número de óbitos subiu de cinco para oito. Em Limoeiro do Norte, o incremento foi de 50%, com os números de óbitos subindo de 12 para 18.

Fortaleza, Caucaia, Maracanaú, Canindé, Aracati, Russas, Sobral, Acaraú, Tianguá, Tauá, Crateús, Camocim, Icó, Iguatu, Brejo Santo, Juazeiro do Norte e Cascavel tiveram redução no número de óbitos por Covid-19. 

Taxa de mortalidade

De acordo com a Sesa, a taxa de mortalidade passou de 90,4 para 92,1 óbitos por 100 mil habitantes em sete dias, com destaque para as ADS Crato (42,0), Limoeiro do Norte (53,8), Brejo Santo (38,1) e Aracati (56,8) que apresentaram incrementos de 8,1%, 8,0%, 6,5% e 6,3%, respectivamente.

Na última semana, as ADS do Crato, Limoeiro do Norte, Brejo Santo e Aracati registraram os maiores incrementos na taxa de mortalidade acumulada, com 8,1%, 8,0%, 6,5% e 6,3%, respectivamente. As ADS de Fortaleza, Maracanaú, Caucaia e Cascavel registraram os menores aumentos (0,5%, 0,6%, 1,4%, e 1,8%, respectivamente) na taxa de mortalidade, nos últimos sete dias.

 

Covid-19 no Ceará

Ceará contabiliza, até a manhã desta quinta-feira (27), 210.636 casos confirmados de Covid-19 e 8.364 óbitos em consequência da doença. O número de pessoas recuperadas é de 185.196. Os dados são da plataforma IntegraSUS, atualizada às 9h30.

O Estado registra ainda 89.678 casos suspeitos e 613 mortes em investigação. Já foram aplicados 617.919 testes para identificar o novo coronavírus. As notificações da doença estão em 625.001. A marca de 200 mil casos foi ultrapassa em 19 de agosto, há oito dias.