Distribuição de agulhas e seringas para vacinação contra Covid-19 começa terça-feira (19) no Ceará

De acordo com a Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Ceará (Cosems-CE), o material será entregue de acordo com a demanda de cada município

Legenda: A Capital cearense será um dos Centros de Distribuição da vacina contra a Covid-19 no Nordeste
Foto: AFP

A entrega de 1,3 milhão de agulhas e seringas para a vacinação contra a Covid-19 ocorrerá simultaneamente nas 184 cidades cearenses a partir da próxima terça-feira (19). As informações são do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Ceará (Cosems-CE). Na última quarta-feira (14), a entidade se reuniu com a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) para o planejamento da distribuição. 

O material será abastecido por meio das Áreas Descentralizadas de Saúde (ADS), a depender das metas de cada município. A quantia destinada para cada região, no entanto, não foi divulgada. 

>O que se sabe sobre a vacinação contra a Covid-19 no Ceará

>Saiba como fazer o cadastro para receber a vacina contra a Covid-19

>Sesa prepara processo de vacina contra a Covid; Prefeituras devem cadastrar locais e vacinadores

“Quanto à estratégia de vacinação, esperamos, conforme comunicado pelo Ministério da Saúde, a chegada da vacina Oxford/Astrazeneca no próximo dia 20, e a entrega imediata aos estados, sem definição ainda de quantitativos e percentuais nesse primeiro momento”, disse em nota. 

Em dezembro último, o secretário da Saúde, Dr. Cabeto, já havia comunicado um estoque estadual de 7,7 milhões de seringas e agulhas para a realização da campanha. Procurada, a Sesa disse somente que os detalhes sobre o calendário de imunização e distribuição serão anunciados pelo governador Camilo Santana (PT). 

No Brasil, a vacinação deve iniciar no próximo dia 20, segundo o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. Em Fortaleza, o prefeito Sarto Nogueira (PDT) confirmou que as doses serão aplicadas no mesmo dia na Capital. Quando a imunização começar, serão contemplados os grupos prioritários. São eles: pessoas acima de 75 anos, idosos residentes em abrigos a partir de 65 anos e indígenas, além de trabalhadores da saúde. 

>Plano de vacinação no Ceará contra Covid-19 é atualizado e Governo inclui novos grupos prioritários

>Câmaras refrigeradas e 6 milhões de seringas para vacinas de Covid-19 chegam em janeiro ao Ceará

>Capital será Centro de Distribuição da vacina contra Covid-19 no NE

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza