Saiba como fazer o cadastro para receber a vacina contra a Covid-19

O ideal é que as pessoas não procurem os postos de saúde para realizar o cadastramento, mas, sim o aplicativo do Ministério da Saúde

Vacina contra Covid
Legenda: Vacinação contra Covid-19 no Ceará pode começar nesta segunda

A vacinação contra Covid-19 no Ceará pode começar nesta segunda-feira (18), anunciou o governador Camilo Santana, após participar da cerimônia simbólica de repasse das doses dos imunizantes aos estados, realizada pelo Ministério da Saúde. 

Para se vacinar, a Secretaria Estadual da Saúde (Sesa) orienta que a população que não costuma utilizar o serviço público de saúde realize um cadastramento prévio por meio do aplicativo ConecteSUS

> Prefeituras devem cadastrar locais e vacinadores

O ideal é que as pessoas não procurem os postos de saúde para se cadastrar, pois, segundo a Sesa, grande parte da população cearense usuária das unidades já possui o cadastro. Caso ainda não tenha essa inscrição, o paciente pode realizá-la pelo aplicativo ou apenas no próprio dia em que for ser imunizado. É possível checar no site do ConecteSus se a pessoa já está cadastrada. 

Público-alvo

2,6 milhões de pessoas de grupos prioritários devem ser protegidas no Estado

1ª fase

  • Trabalhadores da saúde (182.907 pessoas) 
  • Idosos acima de 75 anos de idade (269.964 pessoas) 
  • Pessoas com 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência (115.978 pessoas) 
  • População indígena (26.903 pessoas) 

2ª fase

  • População de 60 a 74 anos (538.785 pessoas) 

3ª fase

  • População com comorbidades (415.155 pessoas)

Demais fases

As próximas fases incluem a distribuição de doses da vacina em 1.062.093 pessoas, separadas nos seguintes grupos: 

  • Trabalhadores da educação 
  • Membros das forças de Segurança e salvamento 
  • Colaboradores do sistema prisional 
  • População privada de liberdade 
  • População em situação de rua 
  • Trabalhadores do transporte coletivo 
  • Transportadores rodoviários de carga 
  • Pessoas com deficiência permanente severa   

Magda orienta que as pessoas fora desse perfil procurem realizar o cadastro em postos de saúde ou pelo aplicativo ConecteSUS, onde será possível efetuar o agendamento da imunização e o monitoramento das reações adversas. 

“O cadastro pode ser feito na hora (da vacinação), mas pode tornar o processo mais demorado, gerando aglomerações. O mais importante é que ele seja feito previamente”, recomenda a secretária-executiva.

Veja o passo a passo do ConecteSUS

1. Acesse a página de início e informe seu CPF
2. Valide informações básicas, como data de nascimento e filiação
3. Crie uma senha com letras maiúsculas, minúsculas, números e símbolos
4. Ao ser redirecionado, informe seu número de celular para receber um código de confirmação
3. Aceite a autorização de uso de dados pessoais
5. Aceite os termos de uso
6. Veja sua página com histórico de atendimentos, exames, consultas, doações e recebimento de medicamentos

Outra orientação da Sesa é que a vacinação ocorra em espaços mais abertos, como quadras poliesportivas, escolas e estacionamentos, no modelo drive thru, “facilitando que o profissional não se locomova e que a pessoa não saia do carro”. A secretária-executiva reforça que cada usuário precisa tomar duas doses da mesma vacina.

Você pode acessar o ConecteSUS neste link.  

Vacinas no Ceará

Segundo Magda Almeida, secretária-executiva de Vigilância e Regulação, o procedimento é de rotina e se assemelha ao da vacinação contra a influenza, já que os grupos prioritários e faixas etárias se assemelham. “A gente está muito tranquilo com essa operacionalização”, garante.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, no domingo (17), o uso emergencial das vacinas dos laboratórios Sinovac (CoronaVac) e Astrazeneca/Oxford no Brasil. Eles são os dois primeiros imunizantes contra a Covid-19 com autorização para uso no País. 

O Ceará, conforme anunciado pelo Diário do Nordeste, receberá 218 mil doses da CoronaVac, imunizante produzido pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica Sinovac. As doses chegarão aos municípios por meio de aviões, caminhões e helicópteros. 

AstraZeneca/Oxford
Eficácia: 70,4% na média, com 62% para quem recebeu duas doses completas e 90% para meia dose seguida de uma dose completa
Esquema vacinal: a definir se 1,5 ou 2 doses, com intervalo de 28 dias
Conservação: 2ºC a 8ºC

Coronavac
Eficácia: 78% para casos leves e 100% para casos graves
Esquema vacinal: Duas doses, com intervalo de 14 dias
Conservação: 2ºC a 8ºC

Pfizer/BioNTech
Eficácia: 95%
Esquema vacinal: Duas doses, com intervalo de 21 dias
Conservação: -70ºC

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza


Redação 19 de Janeiro de 2021