Ceará vai vacinar crianças de 5 a 11 anos contra a Covid-19 sem cobrar prescrição médica

Anvisa já liberou que seja aplicado o imunizante da Pfizer no público infantil

Escrito por Lívia Carvalho, metro@svm.comb.r

Metro
Legenda: Ministério da Saúde ainda não autorização imunização infantil
Foto: Thiago Gadelha

O governador Camilo Santana informou nesta sexta-feira (24) que o Ceará vai aplicar vacinas contra a Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos. Neste mês, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou o imunizante da Pfizer para esse público. 

"Nosso estado irá vacinar nossas crianças de 5 a 11 anos contra a Covid, assim como vêm fazendo vários países. Seguiremos sempre a Ciência, respeitando o trabalho sério da Anvisa e a posição responsável do Conass (Conselho Nacional de Secretários da Saúde)". 
Camilo Santana
governador do Ceará

Além disso, o Governo do Ceará também informou, por meio da Assessoria de Comunicação nesta sexta-feira (24), que não irá cobrar prescrição médica para imunizar as crianças, contrariando a fala do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Apesar da liberação da Anvisa, o Ministério da Saúde ainda não autorizou a aplicação. O ministro da Pasta, Marcelo Queiroga, declarou não haver urgência em imunizar crianças contra a doença pandêmica. 

Ainda na quinta, Queiroga anunciou que deve fazer a liberação, mas será necessária prescrição médica e um termo de consentimento assinado pelos pais para que seja a vacinação. 

O Ministério abriu uma consulta pública sobre a vacinação infantil contra a Covid-19. Segundo o texto publicado no Diário Oficial da União (DOU), poderão ser feitas contribuições no site da pasta, "para que sejam apresentadas contribuições, devidamente fundamentadas".