Porquinha faz sucesso durante passeio com adestrador em Fortaleza

Objetivo do serviço é trabalhar a redução do estresse do animal

Porquinha Smokey e Matheus Pinheiro
Legenda: Porquinha Smokey foi flagrada passeando com adestrador e viralizou nas redes
Foto: Arquivo Pessoal

Trabalhando há quase um ano como adestrador e passeador de cães, Matheus Pinheiro, 25, viu seu turno de trabalho desta quarta-feira (12) cair na internet e viralizar. Isso porque o cliente, desta vez, era uma simpática porquinha da raça mini-pig. 

Smokey tem cerca de 1 ano de idade, peso aproximado de 50 quilos, e é a primeira cliente da espécie suína atendida pela Perro Libre, empresa de adestramento onde Matheus trabalha. 

Ele conta que desde a chegada da porquinha, há cerca de duas semanas, o sucesso nas ruas foi imediato. "A repercussão é demais. As pessoas sempre param a gente, tiram foto,  perguntam se ela dá muito trabalho, é realmente atípico", conta.

O último passeio feito na Avenida Washington Soares, no bairro Sapiranga, foi flagrado por curiosos e repostado em uma famosa página de humor. Até a publicação deste texto, o post ultrapassava 76 mil curtidas no perfil do Instagram. 

Redução do estresse

Matheus explica que os passeios com Smokey, realizados três vezes por semana, ajudam na redução do estresse do animal. As caminhadas duram em média de 3 a 4 quilômetros. 

"Os donos entraram em contato querendo saber se a gente fazia esse adestramento, pois eles passam o dia no trabalho e não sabiam como lidar com o estresse da porquinha. Então começamos com os passeios. E assim ela vai melhorando, tirando o estresse e se acalmando", diz.

O adestrador conta ainda que o 'tour' não é muito diferente do trabalho feito com os cães. Envolve manter a atenção do animal e não deixar ele se distrair com cheiros e demais situações que possam travá-lo, até a técnica de ensinar o bicho a andar lado a lado com ele, e não puxando a guia. 

A única diferença, acrescenta Matheus, é que Smokey precisa refrescar o corpo após meia hora de caminhada. "Os porcos não ficam suados, não controlam a temperatura interna, então no meio do passeio a gente para e dá um banho para ela nao super aquecer", explica. 

 

 

 

 

 


Assuntos Relacionados