Dentista cai em golpe e perde R$ 200 mil após pesquisar como comprar drogas na internet

Profissional passou a ser extorquido após receber do criminoso endereços da própria mãe e do seu local de trabalho

Maconha
Legenda: Dentista perde mais de R$ 200 mil após usar o Google para pesquisar como “comprar maconha em Brasília”
Foto: Arquivo

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) investiga um crime de extorsão contra um dentista de 42 anos, que perdeu mais de R$ 200 mil após usar o Google para pesquisar como “comprar maconha em Brasília”. As informações são do portal Metrópoles

A vítima disse à Polícia ser usuária de maconha há alguns anos. Em resposta à sua pesquisa, em 2 de novembro último, apareceu um contato de celular do Rio de Janeiro. 

A partir daí, começou a conversar pelo WhatsApp com um homem que se apresentou como Ruan, e combinaram de se encontrar em frente a um templo budista, na Asa Sul, em Brasília, onde haveria a entrega da droga. 

Para o pagamento antecipado, a vítima fez duas transferências, em chave Pix, totalizando R$ 3 mil. No entanto, antes de receber o entorpecente, o dentista diz que passou a ser pressionado a realizar novas transferências sob a alegação de que seu entregador havia sido preso, e que seria responsabilidade dele ajudar.

Intimidação

Para intimidá-lo, o contato enviou os endereços do dentista, da mãe e do seu local de trabalho. Com medo, ele disse que passou a ceder às exigências e realizou diversas transações totalizando montante superior à R$ 200 mil, entre os dias 3 e 10 de novembro. 

Depois disso, ainda segundo o dentista, outro número com prefixo de São Paulo passou a contatá-lo, dessa vez com um homem se apresentando como policial. O suposto profissional pediu R$ 150 mil, alegando conhecer toda a quadrilha que estava praticando a extorsão e com a proposta de impedir que o grupo fizesse mal à vítima.

O pagamento, entretanto, não foi feito. O caso foi registrado como extorsão na 1ª Delegacia de Polícia.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil