Após Finlândia, Suécia anuncia que pedirá entrada na Otan

Vladimir Putin, presidente russo, ressaltou poder responder à presença de infraestrutura militar

A Suécia comunicou, nesta segunda-feira (16), que pedirá adesão à Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan). O anúncio, feito pela primeira-ministra Magdalena Andersson, ocorreu um dia após a Finlândia tomar a mesma decisão, inicialmente vista pela Rússia como uma ameaça. Pouco antes da decisão sueca, o presidente russo, Vladimir Putin, disse não se sentir intimidado com as solicitações de entrada na Otan, mas ressaltou que pode responder à presença de infraestrutura militar. Depois de a nação finlandesa demonstrar intenção de entrada na organização, a Rússia chegou a suspender fornecimento de energia para o país.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo