PM é morto a tiros no bairro Jangurussu ao voltar de operação; é 3º agente assassinado em uma semana

Uma ligação da esposa, identificada como 'Amor', foi registrada em uma foto do celular jogado do PM no matagal onde ele morreu

Legenda: O 3º sargento havia ingressado na corporação em 04 de agosto de 2003
Foto: Arquivo pessoal

Um policial militar foi assassinado a tiros ao reagir a uma tentativa de assalto quando voltava de uma operação na madrugada deste sábado (13), no bairro Jangurussu, em Fortaleza. Em uma semana, este é o 3º PM morto na capital cearense e, desde 21 de abril, já são cinco agentes de segurança assassinados.

De acordo com a Polícia Militar, o 3° Sargento PM Nílton César Vieira Lopes, de 43 anos, lotado no 21° Batalhão estava retornando para casa, quando foi abordado por assaltantes no Parque Betânia. Ele reagiu à ação criminosa e trocou tiros com os homens vindo a ser atingido.

Conforme familiares, mesmo baleado ele correu para um matagal e pediu reforço ao Ciops em uma ligação, mas foi alcançado e executado a tiros.

Subtenente do Bope é morto a tiros no bairro Vila Manuel Sátiro

Policial Militar é morto ao chegar em casa e reagir a assalto no bairro José Walter

Ligação da esposa após o crime

O aparelho celular foi encontrado na área no momento em que estava recebendo uma chamada. No visor do telefone aparecia a identificação do chamador como "amor". Segundo o amigo da família, o nome faz referência à esposa da vítima, que estava preocupada com a demora do companheiro em retornar para casa.

A Polícia Militar do Ceará lamentou a perda do policial, que havia ingressado na corporação em 4 de agosto de 2003 e desempenhou dedicadamente o seu trabalho em prol da segurança do povo cearense.

As investigações do crime estão a cargo do 12° Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa(DHPP). A polícia faz buscas na região para tentar capturar os autores do homicídio.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança

Assuntos Relacionados