Homem é morto pelo próprio irmão depois de ser flagrado dando golpes de faca na mãe, no Itaperi

Um segundo filho de Maria Antônia Andrade,70, flagrou a agressão e efetuou vários disparos contra Rammond Arrais de Andrade

Rammond de Arrais Andrade, 40, foi assassinado a tiros pelo próprio irmão, na noite desta segunda-feira (14), após agredir a mãe, Maria Antônia de Andrade, de 70 anos, com golpes de faca. Um segundo filho da idosa flagrou a ação e disparou, pelo menos, cinco vezes contra o agressor.

O crime aconteceu na Rua 1, localizada no Bairro Itaperi, em Fortaleza. De acordo com informações de vizinhos, Rammond sofria com problemas psicológicos e teria agredido após um surto psicótico. Segundo policiais que atenderam a ocorrência, um segundo filho de Maria Antônia, ainda não identificado, chegou no exato momento da agressão e efetuou, pelo menos, cinco disparos contra Rammond, que morreu no local.

De acordo com a Polícia Militar do Ceará (PMCE), Maria Antônia foi socorrida consciente para o Hospital Instituto Dr. José Frota (IJF), e não apresentava estado clínico grave, apesar das lesões à faca.

Por nota, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que "na ocasião, um homem, que estava na presença de esposa e filhos, foi visitar a mãe quando se deparou com o irmão, que sofria de problemas mentais, despido na sala da casa".

"Ao perceber a chegada das pessoas, Rammond de Andrade Arrais, 40 anos, correu para os fundos do imóvel e retornou com uma faca peixeira. Todos correram, mas a mãe dos dois homens não conseguiu sair do local", complementou a SSPDS.

Rammond teria avançado contra a idosa de 70 anos, o que fez o outro irmão buscar uma arma de fogo que estava guardada em um móvel da casa e efetuar disparos que acertaram Rammond. O DHPP aprendeu o revólver calibre 38, que estava com cinco munições deflagradas, e a faca.

"Além de investigar todas as circunstâncias do ocorrido, a Polícia Civil também apura a origem da arma de fogo. O irmão que efetuou os disparos se apresentou espontaneamente na sede do 13° Distrito Policial (DP), onde foi ouvido. Um inquérito policial por portaria por homicídio foi instaurado e os trabalhos policiais seguem em andamento", finalizou a Secretaria.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança