Chefe de facção criminosa envolvida em 200 homicídios em Quixeré e Russas é preso em Crateús

Homem era procurado desde 2016 pela polícia e já tinha um mandado de prisão em aberto

Uma operação da Polícia Civil prendeu, na terça-feira (27), o chefe de uma facção criminosa responsável por 200 assassinatos no Ceará, na região do Vale do Jaguaribe. O homem, identificado como Francisco Rivanildo Lima Sousa, 31 anos, o “Botafogo”, já responde por tráfico de drogas e foi preso em Crateús, a 350 km de Fortaleza. Contra ele, ainda existia um mandado de prisão em aberto e o mesmo era procurado desde 2016.

As investigações da polícia apontaram que Francisco Rivanildo faz parte de uma facção rival de um grupo criminoso conhecido como “Diogenes”. Os dois atuam no Vale do Jaguaribe. Ainda de acordo com a polícia, “Botafogo” tem responsabilidade em assassinatos ocorridos em Quixeré e no distrito de Flores, em Russas. 

A disputa entre os rivais resultou em cerca de 200 homicídios, entre os anos de 2010 e 2015. As vítimas são criminosos dos dois grupos e desafetos.

A prisão contou com a participação dos Departamentos de Polícia Judiciária do Interior Norte (DPJI Norte) e da Delegacia Regional de Crateús e Sul - Delegacia Regional de Russas.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança