300 policiais civis cumprem mandado coletivo de busca e apreensão em residencial de Fortaleza

Operação "Pente Fino" busca de suspeitos que ameaçam moradores e têm envolvimento com organização criminosa

operação pente fino no edson queiroz, em Fortaleza
Legenda: 1.100 imóveis do condomínio passam por inspeção dos agentes de segurança
Foto: Isaac Macêdo

Um residencial no bairro Edson Queiroz, em Fortaleza, está sendo alvo de uma operação "Pente Fino" da Polícia Civil do Ceará (PC-CE), que cumpre na manhã desta quinta-feira (16), um mandado de busca e apreensão coletivo para apurar múltiplos crimes na região.

Segundo a PC-CE, a mobilização visa localizar provas de condutas ilícitas, como ameaça e coação aos moradores, além de tráfico de drogas, posse de armas e organização criminosa. 

Cerca de 300 policiais civis participam da ofensiva em 1.100 domicílios do Residencial Dona Yolanda Queiroz.

"O nosso objetivo principal é trazer tranquilidade para essa comunidade, tentar localizar essas pessoas que de algum modo estão trazendo insegurança, seja através da tentativa de expulsão, medo, terror ou tráfico de drogas", explicou o delegado geral da Polícia Civil, Sérgio Pereira dos Santos.

O delegado ponderou que o balanço final da operação será divulgado no fim da manhã desta quinta-feira, mas antecipou ao Diário do Nordeste que "temos alguns presos, temos moto recuperada, droga apreendida", disse, sem citar detalhes. 

Esta matéria será atualizada ao longo do dia.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança