Iguatu é a segunda cidade do Interior a receber pesquisa estadual sobre impacto do novo coronavírus

A pesquisa foi iniciada nesta quinta-feira (25). Serão aplicados 2.100 testes. Sobral, na região Norte, também já recebeu a pesquisa, que teve início na Capital cearense

Legenda: A pesquisa, iniciada nesta quinta-feira (25), prossegue até o próximo dia 29
Foto: Honório Barbosa

A cidade de Iguatu, na região Centro-Sul do Estado, é a segunda do Interior e a terceira do Ceará, a realizar pesquisa sobre o impacto do novo coronavírus na comunidade. O estudo é realizado pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) em parceria com a secretaria de Saúde municipal. A pesquisa teve início nesta quinta-feira (25). Serão aplicados 2.100 testes em Iguatu. A previsão é de que o trabalho de campo seja concluído na próxima segunda-feira (29). 

 

O trabalho consiste em visitar casas, cuja escolha foi aleatória, para relização de dois exames: um é o teste rápido, que fica pronto em apenas 15 minutos, a partir da coleta de uma gota de sangue do entrevistado. O segundo é RT-PCR (swab), com o procedimento do cotonete que coleta a amostra da nasofaringe (vasos do nariz). As equipes de campo são compostas por uma enfermeira e um auxiliar de saúde. 

Além dos testes, o pesquisador aplica um questionário com perguntas sobre idade, sexo, escolaridade, sintomatologia e se há alguma doença de base (comorbidades).

“Em caso de o teste rápido apresentar resultado positivo, o morador recebe orientações e deve ficar em isolamento domiciliar e, dependendo, do estado de saúde pode ser encaminhado para consulta médica”, explicou Fideralina Rodrigues de Albuquerque, gerente da Célula de Atenção Primária à Saúde de Iguatu.

O projeto tem a coordenação do Instituto Opnus de Pesquisa, de Fortaleza. Ao todo, serão aplicados 2.100 testes divididos em três fases de 700. Como medida de segurança, todos os profissionais estarão equipados com Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e adotarão os protocolos recomendados pelos órgãos de saúde a fim de não expor a população e os profissionais ao risco de contágio.

Érica de Lavor Barbosa, gerente local da pesquisa, destacou a importância do trabalho para direcionamento das políticas públicas. “Hoje estamos em regime de lockdown por causa do crescimento de número de casos e da taxa de internação hospitalar e esse estudo vai apontar o número de pessoas com testagem positiva para direcionar as políticas públicas de prevenção e combate ao novo coronavírus”.

A coordenação da pesquisa frisa que os testes serão aplicados aleatoriamente na sede e distritos do Município. Os domicílios serão selecionados de forma sistemática e o morador será sorteado também aleatoriamente entre os residentes. No caso dos menores de idade e incapazes, os testes serão feitos mediante autorização dos pais ou responsável.

De acordo com a Sesa, os principais objetivos da pesquisa são estimar o percentual de cidadãos com anticorpos para o Sars-Cov-2; indicar o percentual de infecções assintomáticas ou subclínicas; obter cálculos mais precisos da letalidade da doença; e analisar a velocidade de expansão da infecção ao longo do tempo.

Iguatu, de acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde desta quinta-feira (25), registrava 720 confirmados, um aumento de 54 nas últimas 24 horas. Há 17 internados em UTI, com uma taxa de 85%. O Município registra 25 óbitos e uma taxa de letalidade de 6,5%. Um total de 458 pessoas foram curadas da Covid-19.

Região Norte

A cidade de Sobral foi a primeira do Interior do Estado a realizar a pesquisa em parceria com a Sesa sobre os impactos do novo coronavírus. Foram aplicados 800 exames entre os dias 18 e 22 deste mês. “Hoje estamos finalizando, resolvendo algumas pendências, correções de campo e de questionários”, explicou Rogeryane Farias, coordenadora de Atenção Primária à Saúde em Sobral.

“Já recebemos cerca de 50% dos resultados dos testes”.

O relatório final da Sesa deve ser divulgado até a próxima segunda-feira (29), segundo previsão da secretaria de Saúde de Sobral. “O exame de Swab é feito no Laboratório Central (Lacen), em Fortaleza, e aguardamos os resultados para orientar todas os pacientes e famílias”, frisou Rogeryane Farias. “Esse teste vai direcionar as nossas políticas públicas”.

A cidade de Sobral permanece em regime de isolamento rígido (lockdown) decretado pelo governo do Estado e que entrou em vigor na última segunda-feira. É o Município que apresenta o maior número de casos de Covid-19, após Fortaleza. A Capital cearense foi a primeira a receber a pesquisa.

De acordo com os dados da plataforma IntegraSUS, atualizados pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) às 10h39 desta sexta-feira (26), a cidade de Sobral, no Norte do Estado, ultrapassou os 6 mil casos e contabiliza 6.125 diagnósticos positivos do novo coronavírus.