Festa do Beijo: 50 pessoas são investigadas por participarem de evento em Juazeiro do Norte

Evento proibido por decreto teve aglomeração, convidados sem máscara e até troca de beijos postada em rede social

No mesmo fim de semana em que a macrorregião do Cariri atingiu 97,8% de ocupação nos leitos de terapia intensiva para adultos com Covid-19, a Polícia Civil começou a investigar uma festa de aniversário clandestina com 50 convidados, que ocorreu no bairro Aeroporto, em Juazeiro do Norte, na última sexta-feira (21). 

O evento ilegal teve imagens divulgadas em uma rede social. Além do desrespeito ao distanciamento social e ao uso de máscara, nos registros, uma digital influencer aparece recebendo ao menos 10 beijos no rosto de pessoas diferentes.

A mulher gravou uma sequência de vídeos e chega a questionar os demais se eles dão "beijo ou tapa". Individualmente, um a um todos a beijam. 

Embora tenha consciência da possibilidade de ser responsabilizada pelo evento, a blogueira debocha que não está preocupada com o vazamento das imagens. "Se der algum problema, tem a vovó que é juíza e pode resolver qualquer problema", disse.

Quando procurada pelo Sistema Verdes Mares, a blogueira disse que não iria se pronunciar. 

TCO

Outro vídeo mostra um dos convidados se referindo ao aniversariante. "Agora eu vou passar o celular para o cara que vai ser preso".

Das 50 pessoas presentes na festa, a Polícia Civil identificou 22 até a manhã desta segunda-feira (24). Eles serão intimados a prestar depoimentos na Delegacia Regional de Juazeiro do Norte, onde assinarão termos circunstanciados de ocorrência (TCO).

O Diário do Nordeste solicitou novas informações à Polícia Civil do Ceará, e aguarda retorno.

Situação epidemiológica

Na contramão das macrorregiões de Fortaleza e Sobral, o Cariri permaneceu sem alterações na flexibilização das atividades econômicas em função do cenário de transmissão da Covid-19. No sábado (23), o secretário estadual da Saúde, Dr. Cabeto, apontou que a taxa de positividade nos testes ficou acima de 58% na última semana, índice superior à média do Ceará (35%).

"Temos uma redução da taxa global de positividade de exames, muito puxada por Fortaleza, porque várias regiões continuam com taxa de positividade alta. No Ceará, a taxa é de 35%. Quando analisamos Fortaleza, temos um número menor, de 29%. Na semana passada esse número estava acima de 35%. Isso é bom, mostra que a circulação viral em Fortaleza tende a decrescer", explicou.

Ainda no sábado, o governador Camilo Santana usou as redes sociais para alertar a população de todas as áreas do Ceará sobre a importância dos cuidados individuais e coletivos contra a Covid-19. 

"Acompanhei com muita preocupação os vídeos com cenas de aglomerações neste fim de semana, principalmente festas particulares sendo realizadas em casas e condomínios. A pandemia não acabou e a situação é grave", 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará