Ainda sem confirmação oficial, preparativos para vinda de Bolsonaro já começaram no Ceará

O ministro da Infraestrutura e o presidente devem passar por Tianguá, Umirim, Horizonte e Fortaleza, onde darão 'start' em obras de estradas federais

Escrito por Alessandra Castro e Felipe Azevedo,

Política
fotografia
Legenda: Na última vez que Bolsonaro esteve no Ceará, em junho de 2020, houve aglomeração de pessoas para cumprimentar o presidente
Foto: Helene Santos

Mesmo sem confirmação oficial do Governo Federal, os preparativos para a vinda do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) ao Ceará, na próxima sexta-feira (26), continuam a todo vapor. A expectativa é que o presidente participe, junto com o ministro Tarcísio Gomes de Freitas, da Infraestrutura, do lançamento de um pacote de investimentos em estradas federais que cortam o Estado.

O momento, no entanto, é considerado como inoportuno por alguns parlamentares aliados ao Governo Camilo (PT), já que o Estado está sob decreto de distanciamento social mais rígido até o fim do mês e frequentemente as visitas do presidente Brasil a fora geram aglomerações. O petista, inclusive, ainda não se manifestou sobre a possível visita. 

Conforme interlocutores do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes no Ceará (Dnit-CE), há preparativos para receber o ministro e o presidente em Tianguá, Umirim, Horizonte e Fortaleza, locais em que estão previstas a assinatura de ordens de serviços para recuperação e ampliação de estradas federais. Equipe da Polícia Rodoviária Federal e do Exército já estariam reservadas para fazer a segurança. Além disso, alguns membros do Governo Federal já estão em Tianguá, primeira cidade por onde o mandatário deve passar. 

No segundo semestre do ano passado, inclusive, vários pregões para contratação de empresas para executarem obras em trechos da BR-222 e BR-116 no Estado foram publicados no site do Dnit. 

fotografia
Legenda: Uma comitiva de políticos cearenses recepcionou o presidente no Estado
Foto: Helene Santos

A última vez que Bolsonaro esteve no Ceará foi em junho de 2020, para inauguração do trecho da transposição do Rio São Francisco no Estado. Uma comitiva de deputados cearenses o recepcionou na abertura das comportas de reservatórios em Penaforte e em Jati, na região do Cariri.

Especulações de aliados 

Próximo do Governo Bolsonaro, o deputado Capitão Wagner (Pros) informou que o ministro da Secretaria de Governo, General Ramos, confirmou a visita do presidente ao Ceará. Todavia, ele alega que a agenda completa e o itinerário ainda não foram divulgados. 

Já o deputado cearense Dr. Jaziel (PL), aliado do presidente, disse que a visita ainda "não está 100% confirmada, mas que ele já está deixando tudo com a bala na agulha para caso dê certo". "Acho que daqui para amanhã ele decide", acrescentou Jaziel.

Integrante de partido do Centrão, o deputado Pedro Bezerra (PTB) disse que não está sabendo e que não irá acompanhar a visita.  

"Não vou acompanhar, até porque não fui convidado. Ir de enxerido fica feio", pontuou.  

Ele recepcionou o presidente na última visita dele ao Ceará, em junho de 2020, na entrega de trecho da Transposição no município de Jati, na região do Cariri.