Órgãos públicos e entidades privadas do Ceará irão oferecer estrutura para cadastro da vacina

A iniciativa foi anunciada após reunião na Assembleia Legislativa. Ainda não tem prazo para o início da ação

Pacto Contra o Coronavírus no Ceará
Legenda: A primeira reunião do Pacto Contra o Coronavírus no Ceará ocorreu nesta quarta (23)
Foto: AL-CE

Reunião realizada nesta quarta-feira (23), na Assembleia Legislativa, entre órgãos públicos e entidades do setor privado definiu o cadastramento para a vacinação contra a Covid-19 como uma das ações estratégicas para avançar a imunização no Ceará.

Para isso, o chamado Pacto Contra o Coronavírus no Ceará anunciou, ao fim do encontro, que órgãos públicos  e entidades privadas deverão ofecerer a estrutura física e tecnológica para o cadastro de cearenses. No entanto, ainda não há previsão de quando a ação vai ser iniciada.

Iniciativa do legislativo estadual, a primeira reunião do Pacto Contra o Coronavírus reuniu diferentes organizações para discutir o enfrentamento a pandemia no Estado. Dentre elas, o Ministério Público Estadual (MPCE), a Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec) e a Ordem dos Advogados do do Brasil - Secção Ceará (OAB-CE), o Tribunal de Contas do Estado, a Defensoria Pública do Ceará, a OAB-CE, entre outros.

Segundo o presidente da Assembleia Legislativa, Evandro Leitão (PDT), o encontro, que deve passar a ocorrer mensalmente, teve como objetivo reforçar os cuidados com o combate à Covid-19. 

"Os números de casos e óbitos estão caindo e os números estão crescentes na questão da vacinação, mas nós não podemos baixar a guarda. Precisamos nos unir para que o nosso Estado não tenha um retrocesso nas decisões tomadas".
Evandro Leitão
Presidente da AL-CE

Segundo ele, é preciso estar atendo ao risco da 3ª onda da pandemia, principalmente por conta da proximidade do período de férias - o que pode intensificar a chegada de turistas no Estado. "Nós temos que nos proteger e proteger os outros", ressalta.

Cadastramento para a vacinação

Uma das principais preocupações durante o encontro foi a dificuldade de acesso, de parte da população, ao cadastramento para a vacinação contra a Covid-19. 

Presidente da Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece), Júnior Castro participou da reunião e disse que os municípios estão preocupados que a população não tenha acesso à informação sobre o cadastro. 

"Ainda existe muita desinformação. Então, nós pedimos para que pudéssemos intensificar a publicidade também. Para que a população tenha a infomação que é por meio desse cadastro que vai ter esse acesso a vacinação".
Júnior Castro
Presidente da Aprece

Os órgãos que participaram da reunião decidiram desenvolver uma campanha unificada não só sobre o cadastramento, mas também com orientações gerais à população sobre os cuidados que devem ser mantidos - como o uso de máscara, o distanciamento social e a não realização de aglomerações. 

Além disso, os órgãos públicos e entidades do setor privado querem dispobilizar  tecnológica para ajudar no cadastro. "Para isso, todas essas entidades, disponibilizaram suas estruturas, seus equipamentos. No sentido de que a população possa ter acesso e realizar o quanto antes o cadastramento", garante Evandro Leitão.  

 

 

 

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre política