Concurso da Polícia Federal tem edital publicado com 1.500 vagas; salários chegam a R$ 23 mil

Foram abertas vagas para delegado de polícia, agente, escrivão e papiloscopista; inscrições começam em 22 de janeiro

foto
Foto: Divulgação/Polícia Federal

A Polícia Federal publicou no Diário Oficial da União desta sexta-feira (15) o edital de concurso público com 1.500 vagas para os cargos de delegado, agente, escrivão e papiloscopista. O concurso será executado pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) e pela PF.

Veja a divisão das vagas:

  • Delegado: 123 vagas; remuneração de R$ 23.692,74
  • Agente: 893 vagas; remuneração de R$ 12.522,50
  • Escrivão: 400 vagas; remuneração de R$ 12.522,50
  • Papiloscopista: 84 vagas; remuneração de R$ 12.522,50

As inscrições ocorrem das 10h de 22 de janeiro até as 18h 9 de fevereiro, no site da Cebraspe

Há reserva de 20% das vagas para candidatos negros e 20% para candidatos com deficiência.

A jornada de trabalho é de 40 horas semanais para todos os cargos. Apenas brasileiros ou portugueses com direitos políticos acima de 18 anos podem participar. É necessário estar quite com as obrigações militares e eleitorais e ter carteira nacional de habilitação na categoria B, no mínimo. 

Para ingresso no cargo de delegado, o candidato deve ter três anos de atividade jurídica ou policial

Primeira etapa:

  1. prova objetiva, para todos os cargos, de caráter eliminatório e classificatório;
  2. prova discursiva, para todos os cargos, de caráter eliminatório e classificatório;
  3. exame de aptidão física, para todos os cargos, de caráter eliminatório;
  4. avaliação médica, para todos os cargos, de caráter eliminatório;
  5. prova oral, somente para o cargo de Delegado de Polícia Federal, de caráter eliminatório e classificatório;
  6. prova prática de digitação, somente para o cargo de Escrivão de Polícia Federal, de caráter eliminatório;
  7. avaliação de títulos, somente para o cargo de Delegado de Polícia Federal, de caráter classificatório; e
  8. primeiro momento da avaliação psicológica, para todos os cargos, sem caráter eliminatório.

As provas objetivas e discursivas serão aplicadas em 21 de março.

A  prova objetiva, a prova discursiva, o exame de aptidão física, a prova prática de digitação, a avaliação médica, o primeiro momento da avaliação psicológica, a avaliação de títulos, para todos os candidatos, e a avaliação biopsicossocial dos candidatos que se declararem com deficiência serão realizados em todas as capitais e no Distrito Federal

Para o cargo de delegado, a prova oral será aplicada apenas em Brasília (DF)

Segunda Etapa:

A segunda etapa consiste no Curso de Formação Profissional, de caráter eliminatório, a ser realizado no Distrito Federal. O segundo momento da avaliação psicológica, também eliminatório, ocorre nesta etapa. 

As atividades do curso podem ser desenvolvidas em outros estados, a depender da administração da Academia Nacional de Polícia, responsável pela formação.

Além disso, os candidatos serão submetidos a investigação social ao decorrer do concurso, do momento da inscrição até o ato da nomeação. Caso o candidato se recuse a se submeter ao exame antidrogas, será eliminado. 

A ordem de escolha de lotação varia de acordo com a classificação no Curso de Formação Profissional. 

Quero receber conteúdos exclusivos do Papo Carreira