Marido de Flordelis: o que se sabe sobre a morte do pastor Anderson do Carmo

Dois filhos do casal estão presos suspeitos de participação no assassinato. Polícia investiga a motivação

Um crime que chamou atenção e repercutiu em todo país. O marido da deputada federal Flordelis (PSD), o pastor Anderson do Carmo de Souza, foi assassinado com diversos tiros em Pendotiba, Niterói. O que parecia somente mais um caso de violência, acabou se transformando em uma trama familiar, quando a polícia descobriu que filhos da vítima tiveram participação no crime.

VEJA O QUE SE SABE SOBRE O CASO:

Como foi o crime? 

O assassinato aconteceu por volta das 4 horas de domingo (16), após o casal chegar de uma confraternização. Um laudo do IML mostrou que a vítima tinha 30 perfurações no corpo.

Como estão as investigações?

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI). A polícia descartou a hipótese de latrocínio, incialmente apontada pela deputada. Flávio dos Santos e Lucas dos Santos, filhos do casal, são os principais suspeitos do crime. O filho da deputada admitiu ter dado seis tiros no padrasto. A Justiça do Rio de Janeiro aceitou o pedido da Polícia Civil e determinou a prisão temporária dos dois

Qual foi a motivação?

A motivação do assassinato ainda é apurada pela Delegacia de Homicídios de Niterói. Segundo uma fonte da polícia, a região pélvica concentrou a maioria dos tiros, o que pode indicar que o crime foi passional. No entanto, a polícia ainda tenta descobrir outras hipóteses.

A deputada tem envolvimento com a morte?

O depoimento de um dos filhos da deputada, não identificado pela polícia, aponta para a possibilidade de que o crime tenha sido cometido em família: a mãe e outras três irmãs podem estar envolvidas, de acordo com ele. A informação foi antecipada pelo RJ2 e noticiada pelo jornal Extra, da Rede Globo. 

Segundo o Extra, ele apontou Flordelis, três irmãs, Lucas e Flávio como suspeitos de envolvimento no crime. O filho afirmou que Lucas recebeu uma proposta de R$ 10 mil de uma das irmãs para matar o pastor. Ele disse ainda que três filhas do casal e Flordelis estariam colocando remédios na comida de Anderson, e que isso teria feito a saúde do pastor ficar comprometida. 

 


Categorias Relacionadas