Coronavírus: empresa norte-americana começa a testar vacina em humanos

Com foco em desenvolvimento de vacinas, a empresa começou a produção em larga escala antes mesmo dos resultados dos testes e as ações subiram 345% em um mês

Legenda: Vacina da Novavax apresentou alto nível de imunidade à Covid-19 em testes pré-clínicos
Foto: Foto: AFP

A Novavax, empresa de biotecnologia norte-americana, anunciou, na última segunda-feira (25), a primeira fase de testes em humanos para uma vacina experimental do novo coronavírus. Resultados iniciais devem sair em julho.

A primeira fase das testagens em humanos terá a participação de aproximadamente 130 pessoas saudáveis, com idades entre 18 e 59 anos, em duas regiões da Austrália. Caso os resultados sejam positivos, uma segunda fase de estudo será conduzida em alguns países e com participantes de faixa etária mais ampla.

Busca por vacina da Covid avança, mas Brasil corre risco de esperar
> Opas: transmissão de Covid-19 ainda está acelerando no Brasil, no Peru e no Chile 

Stanley Erck, CEO da empresa, disse que a companhia ampliou a escala da fabricação antes mesmo dos resultados. "Nós tomamos o risco e começamos a fabricar em larga escala. O tempo é a coisa mais importante aqui", afirmou ao Wall Street Journal. 

Nesta fase inicial, os participantes vão receber uma vacina com um ingrediente chamado adjuvante, que pode melhorar a resposta à vacina. O adjuvante é feito a partir da casca de uma planta proveniente do Chile

A segunda etapa inclui diversos países e avalia o nível de imunização, segurança e redução de casos da Covid-19 em uma faixa mais ampla de idade, segundo comunicado divulgado pela empresa.

A vacina da Novavax demonstrou alto nível de imunidade à doença em testes pré-clínicos.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo

Assuntos Relacionados