Vacinação em Fortaleza: Idosos indicarão no agendamento necessidade de transporte particular

Serviço estará disponível para idosos sem condução que optarem pela vacinação em drive-thru

Escrito por Bruna Damasceno,

Metro
drive-thru
Legenda: Medida busca contemplar idosos que não tenham meios próprios de deslocamento para o drive-thru de vacinação
Foto: Camila Lima

Os idosos que necessitarem de transporte privado a ser custeado pelo Governo para o deslocamento até os pontos de vacinação do sistema drive-thru em Fortaleza serão identificados pela Secretaria de Saúde municipal ao se cadastrarem no site Vacine Já. Nesta sexta-feira (5), em transmissão nas redes sociais, o governador Camilo Santana (PT) informou que taxistas e motoristas de aplicativos serão contratados para o serviço.

A partir do informado pelos idosos, a pasta deverá repassar dados sobre bairros, horários e locais de destino às empresas contratadas, que farão o mapeamento e enviarão motoristas para atender essa população.

Esse esquema foi repassado ao Sindicato dos Taxistas do Ceará (Sinditáxi-CE). O Diário do Nordeste confirmou a logística com a assessoria do Governo do Estado. Não houve, porém, o detalhamento de quantos profissionais serão contratados e a data para o início. 

De acordo com o presidente do Sinditáxi, Francisco Moura, a previsão dada à entidade para começar foi de uma semana. “Falaram para gente que a ideia é abrir vários drive-thrus pela Cidade. Com isso, o governador Camilo Santana e o  prefeito José Sarto querem vacinar as pessoas o mais rápido possível”, disse.

O Sinditáxi, que tem 6,5 mil motoristas cadastrados, se reuniu com o Governo nesta sexta-feira (5), mas ainda não assinou o contrato da prestação de serviço. 

Drive-thru

Podem se vacinar nos drive-thrus idosos com 75 a 89 anos, desde que cadastrados, e idosos acima de 90 anos podem se dirigir a um dos locais de vacinação sem precisar de agendamento. 

Neste fim de semana, haverá vacinação nos shoppings Iguatemi e RioMar Kennedy, além do Centro de Eventos.

Parcerias

Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Ceará (Fecomércio) e Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) ajudarão com a logística da ação de transporte dos idosos para vacinação. O presidente da CDL, Assis Cavalcante, informou que as entidades setoriais ajudarão a financiar o projeto.

"O nosso papel é de coadjuvante. Nós vamos dividir a responsabilidade na distribuição, seja logística e recurso, ajudando financeiramente", disse Assis. 

Maurício Filizola, presidente da Fecomércio, disse que a meta "é otimizar o mapeamento para uma logística eficaz" de vacinação. “Temos nas nossas instituições muito forte a atuação social. Esse é um momento em que visualizamos que temos que contribuir, até para dar segurança aos nossos empresários, e quanto mais pudermos avançar na questão da vacina estaremos diminuindo o impacto nos nossos negócios”, afirmou.

Diário do Nordeste solicitou às secretarias de saúde do município e Estado mais detalhes da ação e não teve retorno.

A empresa Uber, citada por Camilo durante o anúncio da medida, também foi procurada, mas ainda não respondeu aos questionamentos.