Saiba quem é Janaína Dutra, travesti cearense homenageada pelo Google nesta terça-feira (30)

A ativista que morreu aos 43 anos em 2004, vítima de câncer, deixou legado importante para o movimento LGBTQIA+

Escrito por Matheus Facundo, matheus.facundo@svm.com.br

Metro
Janaína Dutra
Legenda: Janaína foi a primeira mulher trans a ter carteira da OAB no Brasil
Foto: Arquivo

O doodle desta terça-feira (30) do Google é uma homenagem à Janaína Dutra, travesti cearense que liderou a luta por direitos da população LGBTQIA+ a nível nacional. A ativista natural de Canindé faria 61 anos.

Janaína morreu no dia 8 de fevereiro de 2004, aos 43 anos, vítima de um câncer de pulmão, mas seu legado permanece vivo.

Doodle de Janaína Dutra
Legenda: A ativista foi líder do movimento LGBTQIA+ no Ceará
Foto: Reprodução

Junto à Thina Rodrigues, Janaína fundou a Associação de Travestis do Ceará (Atrac). Em 1986, ela se formou em Direito na Universidade de Fortaleza (Unifor) e fez história ao ser a primeira trans a ter uma carteira da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Janaína Dutra

“O Doodle de hoje homenageia a ativista social e advogada brasileira Janaína Dutra, uma líder do movimento brasileiro LGBTQIA+ que é amplamente considerada a primeira pessoa trans da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB)”, divulgou o Google. 

A contribuição da travesti rendeu ainda a inauguração, em 2011, do Centro de Referência LGBT Janaína Dutra, que integra a Prefeitura de Fortaleza como uma entidade de proteção e defesa da população LGBTQIA+.