Nova Avenida Aguanambi: o que muda?

Com investimento de R$ 95 milhões, as intervenções incluem corredor expresso de ônibus, BRTs, ciclovia, novos semáforos, binário e viaduto

Escrito por Redação,

Metro

Dois anos e 11 meses depois, após seis prorrogações, a requalificação completa da Avenida Aguanambi está sendo entregue na manhã desta sexta-feira (28). Mas, depois de tanta espera, o que vai mudar para quem trafega pela via?

Leia mais:
> Duas linhas de ônibus começam operação assistida no corredor expresso da Av. Aguanambi

Transporte coletivo urbano

A instalação do terceiro corredor expresso de ônibus da capital e de estações de Bus Rapid Transit (BRT), com conclusão ainda prevista para os próximos 15 dias e que funcionará da mesma forma que acontece na Avenida Bezerra de Menezes, ao longo da extensão da Aguanambi, promete diminuir o tempo de trajeto dos usuários desse transporte coletivo que precisam passar pela via.

Com 1,8 km de faixas exclusivas para ônibus em cada sentido e também no canteiro central da avenida, prolongando-se por todo o trecho desde a rotatória da Av. Eduardo Girão até a Av. Domingos Olímpio, o corredor exclusivo é o primeiro que liga Messejana e Centro. A estrutura deve favorecer até 56 mil passageiros.

Ciclistas

Carro-chefe nas políticas de mobilidade urbana do prefeito Roberto Cláudio, a Aguanambi também recebe uma ciclovia que acompanha toda a avenida.

Infraestrutura

Foi implementado um viaduto sob a rotatória, que conecta a Aguanambi à BR-116, como a primeira etapa das obras.

Três novos semáforos foram instalados próximos às estações BRTs, na alturas das ruas Bonfim Sobrinho e Carlos Gomes e da Avenida Domingos Olímpio.

"A principal novidade é o binário da Rua Coronel Solon com Rua Padre Matos Serra, eliminando aquela conversão à esquerda que trazia muito congestionamento e até colisões nos horários de pico", informou Disraeli Brasil, gerente de operação e fiscalização da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC).

Pedestres

Calçadas, internalização da rede elétrica, implantação de piso tátil, novos semáforos e paisagismo favorecem especialmente os pedestres.

Assuntos Relacionados