Governo dobra leitos de UTI em hospital de Crateús e anuncia o acréscimo de mais 22 no HGF

A ampliação dos leitos foi anunciada pelo governador Camilo Santana na manhã deste sábado (27)

Camilo Santana fez uma transmissão ao vivo para anunciar os novos leitos
Legenda: Camilo Santana fez uma transmissão ao vivo para anunciar os novos leitos
Foto: Reprodução

O Hospital Geral de Crateús recebeu na manhã deste sábado (27) mais 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Com o acréscimo, anunciado em transmissão ao vivo pelo governador Camilo Santana, a unidade chega a 20  acomodações de alta complexidade exclusivas para a assistência médica de pacientes diagnosticados com Covid-19. Já o Hospital Geral de Fortaleza (HGF) também contará com mais 22 leitos na mesma ala. 

Segundo a última atualização da plataforma IntegraSUS, às 9h01, o HGF atingiu 100% da capacidade, isto é, todos os 14 leitos ativos estão com pacientes internados. A Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), confirmou, em nota, que 12 dos 22 novos leitos, já estão disponíveis a partir deste sábado (27). Os demais devem ser liberados na próxima semana. 

O hospital de Crateús, por sua vez, tem 80% de ocupação. As novas unidades atenderão ainda os municípios de Ararendá, Independência, Ipaporanga, Ipueiras, Monsenhor Tabosa, Nova Russas, Novo Oriente, Tamboril, Quiterianópolis e Poranga, citou o governador. 

Ao todo, a rede hospitalar do Ceará conta com 742 leitos de UTI reservados apenas para o atendimento de Covid-19. Ainda no sábado (26), mais 20 leitos foram entregues no Hospital Estadual Leonardo da Vinci, em Fortaleza. 

Leitos

"A nossa meta era chegar a 28 de fevereiro com 703 leitos, e vamos chegar a 742 leitos de UTI. Na próxima semana, vamos ultrapassar os 800 leitos de UTI. A nossa meta é chegar em março com mais 1.100 leitos. Todo leito implementado tem o desafio de equipamentos, mas principalmente de montagem de equipes", ponderou Camilo. 

Camilo voltou a citar o novo decreto estadual, em vigor até o próximo dia 7 de março, justificando que as medidas foram tomadas para frear o avanço da doença e reduzir os danos da pandemia. 

"É importante que as pessoas contribuam com essas decisões exatamente para que a gente possa evitar medidas mais duras caso os números continuem aumentando. Eu sempre priorizarei a vida das pessoas. Sei da preocupação do emprego, da economia, mas o mais importante é a vida do cidadão cearense”. 

Aquisição

A unidade de Crateús, que pertencia a rede privada, passou a integrar a rede estadual de saúde em dezembro do ano passado. O decreto que torna a área da unidade de utilidade pública foi assinado por Camilo Santana no dia 18 de dezembro. 

O equipamento dispõe de 155 leitos, sendo agora 20 de UTI e os demais de enfermaria. A estrutura conta ainda com laboratório, Raio-X e ultrassonografia, além dos serviços de cirurgia geral, obstetrícia, neonatologia, pediatria, anestesiologia e traumatologia. 

 

 

 

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza