Em circular, Sinepe orienta que escolas retornem às aulas em datas já previstas em seus calendários

Entidade confirma a veracidade do documento, mas diz que vai se posicionar oficialmente somente após a publicação do novo decreto

Escrito por Lígia Costa, ligia.costa@svm.com.br

Metro
duas professoras recepcionando aluno na escola
Legenda: Recomendação de adiar o início das aulas se deve ao fato de que crianças ainda não foram vacinadas, justificou governador
Foto: Pedro Lynn/SVM

Em circular direcionada aos associados, o Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Ceará (Sinepe) orientou que as instituições de ensino "retomem suas atividades nas datas previamente divulgadas para seus pais de alunos no seu calendário escolar".

O documento foi divulgado ainda na tarde desta sexta-feira (14), logo após o governador Camilo Santana recomendar que as escolas no Estado com alunos de até 11 anos, com início do ano letivo previsto para a próxima segunda-feira (17), adiem o começo das aulas por 15 dias.

circular do sinepe
Legenda: Circular também aponta para a obrigatoriedade do uso de máscaras N95 por profissionais das escolas
Foto: Reprodução

A entidade confirma a veracidade do conteúdo da circular, mas disse que vai se posicionar oficialmente, somente após a publicação do novo decreto estadual, previsto para entrar em vigor na próxima segunda-feira (17). 

Por se tratar de uma recomendação, o Governo destaca que não haverá punição aos estabelecimentos que decidirem manter a retomada presencial das crianças.

Uso obrigatório da N95 nas escolas

Na circular assinada pelo presidente do Sinepe, Airton de Almeida Oliveira, também consta que o uso de máscaras N95 passará a ser obrigatório para os profissionais da escola. Esta foi outra decisão tomada pelo  Comitê Estadual de Enfrentamento à Pandemia. 

Funcionários de escolas, supermercados, farmácias e demais estabelecimentos considerados mais vulneráveis ao contágio por síndromes respiratórias serão obrigados a usar a máscara N95 ou similar.

Vacinação de crianças

Segundo Camilo Santana, a recomendação de adiar o início das aulas para alunos de até 11 anos se deve ao fato de que esse público ainda não foi vacinado.

Neste sábado (15), Fortaleza vai iniciar a vacinação do público infantil, conforme anúncio do prefeito José Sarto nas redes sociais. Inicialmente, a Capital recebeu 13.200 doses pediátricas.

Assuntos Relacionados