Ceará confirma 18 casos de influenza A H3N2 só em dezembro e secretaria lança nota de alerta

Neste mês, o estado também identificou um paciente com Síndrome Respiratória Aguda (SRAG)

Escrito por Matheus Facundo, matheus.facundo@svm.com.br

Metro
vacina da gripe
Legenda: A vacina contra a gripe oferecida no SUS também combate os subtipos da influenza
Foto: Tânia Rego/Agência Brasil

Somente em dezembro, o Ceará confirmou 18 casos positivos de influenza A (H3N2), um dos vírus de maior circulação mundial entre as Síndromes Gripais (SG). Além disso, o estado também identificou um paciente com Síndrome Respiratória Aguda (SRAG).

No caso dos pacientes com influenza A, todos possuíam sintomas leves e testaram negativo para a Covid-19. A faixa etária mais prevalente foi de 20 a 49 anos. As informações constam em Nota Informativa da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa).

O documento foi lançado como alerta à população e profissionais de saúde, devido ao aumento de casos da influenza e outros vírus respiratórios. A indicação é se "manter alerta para identificação precoce de casos". 

"[...] Em caso das pessoas terem sintomas gripais, que incluem febre e mais um sintoma, calafrio, tosse e dor na garganta, então desconfie que pode ser Covid, que ainda está circulando no Ceará em menor quantidade, ou pode ser influenza A. Importante fazer a testagem, o teste que acontece da mesma forma que acontece para a Covid-19", pontua Richristi Gonçalves, secretária-executiva de Vigilância e Regulação em Saúde da Sesa. 

O que é a influenza A H3N2? 

Segundo a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o vírus H3N2 é um dos subtipos da influenza A. Os sintomas dele são os clássicos de uma gripe: febre alta com início agudo, cefaleia, dores articulares, constipação nasal e inflamação de garganta e tosse. 

Em alguns casos pode haver vômito e diarreia, sendo estas manifestações pouco frequentes e mais comuns em crianças.

O H3N2 é considerado sazonal e bem conhecido ao redor do mundo desde que ocorreu uma pandemia em 1968 (gripe de Hong Kong).

A vacina contra a gripe protege contra o H3N2?

Sim. A vacina oferecida na anualmente no Sistema Único de Saúde (SUS) protege também contra os subtipos da influenza, incluindo o A H3N2. 

SRAG no Ceará 

Entre 1º de janeiro e 4 de dezembro, 67.762 casos de SRAG no Ceará foram notificados. Destes, somente três foram confirmados como influenza: 1 influenza A (sem subtipo, pois foi amostra de laboratório particular), 1 influenza a (H3N2) e um influenza B. 

Conforme a Sesa, o paciente com H3N2 chegou a ser internado, mas recebeu alta. Ele mora na região Norte e tem 76 anos. 17.830 casos estão investigação, enquanto 49.932 já foram investigados.