Cadastro de crianças para vacinação contra Covid-19 já começou no Ceará

A Anvisa autorizou o uso da vacina da Pfizer em pessoas de 5 a 11 anos

Escrito por Redação,

Metro
criança de costas sendo vacinada
Legenda: Vacinação contra Covid-19 em crianças só começará quando o Ministério da Saúde enviar doses ao Estado
Foto: Oscal del Pozo/AFP

O cadastro para vacinação de crianças de 5 a 11 anos contra a Covid-19 foi liberado nesta quinta-feira (16) no Ceará. A Secretaria da Saúde (Sesa) informou mais cedo que o serviço deveria funcionar ainda hoje, o que foi reforçado pelo governador Camilo Santana (PT) nas redes sociais.

No Estado, a vacinação é realizada apenas em cadastrados na plataforma Saúde Digital (veja abaixo como se cadastrar).

Nesta quinta-feira (16), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou o uso do imunizante da Pfizer em pessoas dessa faixa etária no País. Os especialistas analisaram que a vacina é segura para crianças.

A Sesa ressalta, porém, que a vacinação de crianças só vai começar quando o Ceará receber do Governo Federal os imunizantes específicos para este público - o que não há previsão para acontecer. O Ministério da Saúde ainda não se manifestou sobre a decisão da Anvisa.

O imunizante da Pfizer, até agora, estava autorizado para uso apenas em pessoas a partir dos 12 anos.

Cartão Nacional de Saúde (CNS)

Para se cadastrar no Saúde Digital é preciso que o interessado possua o Cartão Nacional de Saúde (CNS), e saiba o número dele. Para se cadastrar no documento ou acessar essa informação o usuário deve usar a plataforma ConecteSUS, porém, desde a última sexta-feira (10), após ser vítima de ataques hackers, ela está fora do ar.

Diante da indisponibilidade do serviço federal, a Sesa aconselha que os interessados em se cadastrar na plataforma do Governo do Ceará aguardem o restabelecimento do site vinculado ao Ministério da Saúde, que segue sem previsão de retorno. 

Vacina da Pfizer para crianças

A Pfizer afirmou, ao pedir autorização à Anvisa, que a dosagem da vacina para crianças seria ajustada e menor do que a aplicada em maiores de 12 anos. 

Conforme a Anvisa, a formulação da vacina para crianças será aplicada em duas doses de 0,2 mL (equivalente a 10 microgramas). O intervalo entre as doses será de pelo menos 21 dias.

E a tampa do frasco da vacina virá na cor laranja, para facilitar a identificação pelas equipes de vacinação e por pais, mães e cuidadores que levarão as crianças para a vacinação.

Para os maiores de 12 anos, a vacina, aplicada em doses de 0,3 mL, terá tampa na cor roxa.

A vacina também tem esquema de conservação diferente, já que pode ficar por 10 semanas em temperatura de 2°C a 8°C. 

O órgão também alertou que, se completar 12 anos entre a primeira e a segunda dose, a criança deve manter a dose pediátrica na D2.

PASSO A PASSO PARA CADASTRO NO SAÚDE DIGITAL

  1. Acesse o site Saúde Digital
  2. Selecione a opção "Ainda não tenho cadastro"
  3. Identifique-se preenchendo corretamente seus dados
  4. Nesta etapa do cadastro, deve ser informado se a pessoa está acamada, se tem alguma comorbidade e profissão. 
  5. Confirme seus dados e crie uma senha de acesso ao cadastro
  6. Finalize o cadastro e aguarde seu agendamento.
  7. Em Fortaleza, é possível acompanhar a lista de agendados no site. Os nomes são divulgados diariamente.

E-MAIL DE CONFIRMAÇÃO DO CADASTRO NÃO CHEGOU

Nesse caso cheque todas as caixas do seu e-mail como "spam" e "lixeira". Caso não encontre a mensagem, a Sesa disponibiliza o telefone gratuito 0800 275 1475 para questionamentos sobre o cadastro.

No site da Sesa e do Governo do Ceará está disponível também o assistente virtual "Plantão Coronavírus". 

Caso a dúvida seja relacionada à imunização em Fortaleza, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) tem o número 156.

COMO ACESSAR O CADASTRO DE VACINAÇÃO? 

Quem deseja acessar o seu cadastro deve entrar na plataforma Saúde Digital e clicar em "Já tenho cadastro". O acesso é feito com o CPF e a senha criada no ato do cadastramento. 

ALTERAÇÕES NO CADASTRO

Para quem vai se vacinar, é permitido mudar somente o número de telefone fornecido após a conclusão do cadastro.

Já para as gestões municipais, é possível criar e alterar perfil para vacinadores e a liberação de agendadas por comorbidade.