150 leitos extras para pacientes com coronavírus começam a funcionar no fim de semana

O governador Camilo Santana anunciou ainda que o Hospital Infantil Albert Sabin também se juntará ao Hospital Geral de Fortaleza, Hospital do Coração e Hospital César Cals, que receberão estrutura anexa para tratamento da Covid-19

Legenda: Hospital Leonardo da Vinci já recebeu 40 pacientes diagnosticados com o novo coronavírus
Foto: Foto: divulgação

O governador Camilo Santana anunciou, nesta terça-feira (31), que os 150 leitos extras para tratamento de pacientes com a Covid-19 começam a funcionar neste fim de semana, em Fortaleza. Em live em suas redes sociais, o chefe do executivo estadual informou que além dos anexos montados no Hospital Geral de Fortaleza (HGF), Hospital do Coração e Cesar Cals, também haverá ampliação no Hospital Infantil Albert Sabin (HIAS).

“Além dos leitos em funcionamento no Leonardo da Vinci, concluímos os leitos externos do Hospital Geral de Fortaleza. São 150 novos leitos e resolvemos distribuir para quatro hospitais. São conectados com a estrutura do hospital, então são leitos novos que estarão funcionando”, explicou Camilo.

> Ceará registra mais duas mortes pelo novo coronavírus; total é de sete óbitos

> Coronavírus: Brasil soma 201 mortes e 5.717 casos, segundo Ministério da Saúde

No dia 24 de fevereiro, o governador anunciou a construção de três hospitais de campanha anexados aos três hospitais estaduais. Na época, Camilo informou que seriam 50 leitos extras em cada um, totalizando mais 150 leitos disponíveis. A novidade de hoje, foi a inclusão do HIAS ao pacote.

O HGF- primeiro a ter a estrutura de hospital de campanha pronta - se soma ao Hospital Leonardo da Vinci como espaços específicos para pacientes que testaram positivo para Covid-19. A unidade de campanha construída no estádio Presidente Vargas (PV) também tem a mesma finalidade.

A estratégia da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) em reforçar hospitais de Fortaleza é aproveitar a estrutura básica dos hospitais, como alimentação, insumos e materiais de trabalho para tornar a execução mais ágil. "A estrutura é provisória, mas com o padrão hospitalar necessário para receber novos pacientes”, listou Camilo, na época do anúncio.


Categorias Relacionadas


Redação Há 2 horas