Cearense de 13 anos faz vídeo para convencer pai a deixá-la ter um porquinho-da-índia e viraliza

Nas imagens, a menina elenca as razões pelos quais o pet deveria fazer parte da família

Porquinho da índia
Legenda: Menina faz vídeo para convencer o pai a deixá-la ter um porquinho da índia e viraliza
Foto: Levi de Freitas/Diário do Nordeste

Qualquer esforço em busca de um sonho é válido. Em Fortaleza, no Ceará, uma adolescente de 13 anos recorreu à tecnologia para tentar convencer o pai, o advogado Glaydson Lima, 49, a deixá-la ter um porquinho-da-índia. Em um vídeo que viralizou nas redes sociais, a menina elencou as razões pelos quais o pet deveria fazer parte da família. 

"Porque você devia me deixar ter um porquinho-da-índia. Motivo 1: eles são fofos. Motivo 2: eles me farão mais feliz. Motivo 3: eu vou largar o celular. Juro que cuido 100% dele. É bem baratinho, 59 pila. Não vou deixar que assustem a Tia Isabella. Por favor, nunca te pedi nada", escreveu no vídeo. 

Em seguida, a menina escreveu "por favor" em diferentes línguas, e concluiu dizendo: "A felicidade da sua filhota linda depende de você". 

"Ela queria um cachorrinho há muito tempo, mas como moramos numa casa pequena não é possível. No sábado passado, ela foi passear no shopping, viu o porquinho e entendeu que coubesse aqui em casa. Aí me pediu, e depois fez o vídeo e me mandou", explicou Glaydson. 

Surpreso com o trabalho da filha, que resultou em um videoclipe divertido, com edições elaboradas e sincronização musical perfeita, Glaydson resolveu publicar as imagens em seu perfil do Twitter na última segunda-feira (9) e a resposta foi imediata. 

Milhares de usuários se sensibilizaram com a causa e passaram a responder à publicação, que depois acabou alcançando outras plataformas. Até a tarde desta quinta-feira (12), o post de Glaydson já contava com mais de 52 mil curtidas. 

Ainda no Twitter, Glaydson explicou que a "Tia Isabella" citada no vídeo é a esposa dele, que tem medo de roedores. Ele também postou uma mensagem da filha após o vídeo viralizar, argumentando que ele deveria recompensá-la com o porquinho por deixar ele famoso nas redes.

Apesar de saber dos talentos em edição da filha, o advogado disse ter ficado surpreso com o resultado do vídeo e, sobretudo, com o alcance gerado na internet após sua publicação. 

"Ela ficou um pouco assustada com tudo isso, mas eu disse pra não ficar assim, pois ela fez muita gente sorrir. Estamos numa internet muito conflituosa nos dias de hoje, e receber tanto carinho assim achei legal demais e me deu muito orgulho da minha filha", disse. 

Decisão ainda será tomada

Apesar dos apelos públicos que vem recebendo, Glayson explica que ainda não decidiu se atenderá o pedido da filha, por morar em um apartamento pequeno e com muitas pessoas. Além disso, a família deve se mudar em breve, o que inviabilizaria um pet neste momento. 

"São muitos custos, por isso eu resisto. Recebo milhares de mensagens carinhosas pedindo que eu dê o porquinho a ela. Estou vendo para dar um animalzinho a ela em breve, mas não posso ser persuadido assim e depois criar uma situação que não consiga criar o pet", declarou. 

 

 

 

 


Assuntos Relacionados