Comigo-ninguém-pode: veja cuidados e dúvidas comuns

Mesmo com potencial tóxico, a planta é uma das mais procuradas para ornamentação

Legenda: As plantas conhecidas como “Comigo ninguém pode” são membros do gênero Dieffenbachia
Foto: Shutterstock

Comum em espaços abertos e fechados para ornamentação, a planta Comigo-ninguém-pode se destaca pelo aspecto das folhagens, que se apresentam nas cores verde-escuras e com manchas mais claras. Vinda da Colômbia e da Costa Rica, ela também tem uma característica importante: é venenosa e pode causar reações alérgicas. 

Conhecidas popularmente pelo nome em questão, elas são membros do gênero Dieffenbachia, da família das Aráceas, atualmente com 11 espécies ocorrentes no Brasil. Além disso, são amplamente utilizadas pela facilidade na manutenção dos cuidados, classificadas geralmente como plantas de meia-sombra. 

Como cuidar

Segundo a bióloga Rayane de Tasso*, não é preciso de muita preocupação para manter uma Comigo-ninguém-pode em casa. Tanto em relação à exposição na luz como na rega do solo, a especialista conta como ela consegue se adaptar facilmente a diversas locações.

Legenda: É uma das espécies mais utilizadas para ornamentação no Brasil
Foto: Shuttestock

"Elas são ótimas para serem colocadas em vasos e utilizadas na decoração de casas, apartamentos, escritórios e jardins. Então, é uma planta bem fácil de cuidar! Tem uma exigência de luz mediana, de meia-sombra, e ao regar pode-se deixar a terra secar um pouco antes de molhar novamente", explica ela.

Flor e folhagens

Para quem deseja saber mais sobre a planta, seja para decidir colocá-la em casa ou por curiosidade, é interessante saber que ela possui folhas vistosas com manchas esbranquiçadas características, além de frutos na forma de baga e flores em espádice.

Ainda conforme as informações da bióloga Rayane de Tasso, a Comigo-ninguém-pode também pode se apresentar em tons de verde e amarelo, também brilhantes e duradouras. "Talvez por isso, essas características das folhas tornam essa planta bastante apreciada para a decoração de interiores", opina. 

Gosta de sol?

Uma das facilidades da Comigo-ninguém-pode, inclusive, está na questão da exposição ao sol, já que elas são consideradas plantas de meia-sombra. A característica influencia até mesmo na escolha de onde elas devem estar posicionadas. 

Legenda: A Comigo-ninguém-pode se adapta bem a diferentes ambientes
Foto: Shutterstock

"Elas são bem adaptadas à exposição ao sol. No entanto, não se deve deixá-las sob sol pleno, já que elas preferem meia-sombra ou exposição em períodos de sol menos intenso, como manhãs e fim de tarde. O excesso de luz do sol pode causar a queima e o esbranquiçamento das folhas", explica a bióloga. 

A planta é tóxica?

Apesar da facilidade e da capacidade de adaptação, muitos biólogos lembram dos cuidados gerais com a 'Comigo-ninguém-pode', considerada uma planta tóxica.

"As folhas dela apresentam um acúmulo de cristais de oxalato de cálcio. Essa substância pode provocar nas pessoas uma irritação das mucosas e, até mesmo, um grave processo inflamatório que pode acarretar a morte", pontua Rayane de Tasso.

Dessa forma, a recomendação é sempre deixar essa espécie distante de crianças e animais, justamente pelo de fato de que, muitas vezes, eles podem não ter o discernimento necessário para permanecer a uma distância segura. 

*Rayane de Tasso Moreira Ribeiro é Bióloga (UFC), Mestra (USP), Doutora e Pós-Doutora em Botânica (UFRPE). Além disso, é professora (Seduc-CE) e Assistente da Iniciativa de Guias de Campo do Museu Field de História Natural (Keller Science Action Center, Chicago, EUA).

 


Assuntos Relacionados