Número de mortos em operação na Vila Cruzeiro chega a 25

Os dois últimos óbitos foram de suspeitos internados em um hospital estadual

operação vila cruzeiro deixa 24 mortos na Penha, no Rio de Janeiro
Legenda: Baleados foram atendidos no Hospital Estadual Getúlio Vargas
Foto: Mauro Pimentel/AFP

O número de mortos na operação policial na Vila Cruzeiro, na Penha, Zona Norte do Rio de Janeiro, subiu para 25 nesta quarta-feira (25). As informações são do g1

Os óbitos mais recentes são de um adolescente na UPA do Alemão e dois suspeitos que estavam internados no Hospital Estadual Getúlio Vargas. Ao todo, segundo a Polícia Militar, 15 supostos envolvidos morreram na ação.

A Secretaria Estadual da Saúde informou que seis pacientes permanecem internados, sendo quatro no Getúlio Vargas, um na UPA do presídio de Bangu e um no Salgado Filho. 

Das 28 pessoas que deram entrada no equipamento, 23 morreram. Porém, o nome da moradora morta por bala perdida não consta na lista. Gabrielle Ferreira da Cunha, de 41 anos, teve óbito imediato ao ser atingida  por um tiro de longo alcance. 

Ofensiva policial

O objetivo da operação era prender chefes do Comando Vermelho escondidos na Vila Cruzeiro. A polícia afirma que lideranças da facção em outras favelas do Rio e até de estados do Norte e do Nordeste também estão abrigados na Penha. 

Agentes do Batalhão de Operações Especiais (Bope), da Polícia Federal (PF) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) foram atacados a tiros quando iniciavam uma “operação emergencial” na comunidade, conforme a PM.

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil