Suspeito de matar técnica de enfermagem fugiu para SP, mas voltou ao CE por não conseguir emprego

João Vieira Cavalcante Júnior, 45 anos, utilizou documentos de um irmão já falecido. Ele já tinha passagens pela polícia por tentativa de homicídio

Legenda: De acordo com a polícia, o homem fugiu para São Paulo utilizando documentos de um irmão já falecido
Foto: Polícia Civil

João Vieira Cavalcante Júnior, 45 anos, suspeito de assassinar uma técnica de enfermagem em Crateús fugiu para São Paulo, mas retornou por não conseguir emprego. Os detalhes da prisão do suspeito foram repassados, na manhã desta terça-feira (1º), pela Secretaria de Segurnaça Pública (SSPDS) durante coletiva de imprensa. 

As investigações apontam que durante a fuga, João Vieira utilizou os documentos de um irmão dele, já falecido, com quem ele possui semelhanças físicas. O homem já respondia por tentativa de homicídio. 

Escondido no Piauí

A polícia afirmou que João Vieira, depois de cometer o crime, se escondeu nos primeiros dias nas localidades de Carrapateira e na Baixa do Juazeiro, ambos em Crateús como também na localidade de Baixão em Castelo do Piauí. 

Depois de um período escondido, o homem viajou, em um transporte clandestino, para São Paulo, onde ficou hospedado em uma pousada na região de Barra Funda. Lá, segundo a polícia, João Vieira buscou emprego, mas não conseguiu e por ficar sem dinheiro, resolveu voltar para Crateús, neste domingo (29), onde foi preso na madrugada de segunda-feira (30).

Legenda: Maria Gomes de Lima, 44 anos, foi baleada na rua em Crateús e morreu no hospital
Foto: Reprodução

O crime

Maria Gomes de Lima voltava do trabalho com o filho, em uma motocicleta, quando foi atingida por disparos de arma de fogo. Na ocasião, João Vieira estava em uma outra motocicleta conduzida por Francisco Neyvisson. 

À época, testemunhas informaram à Polícia Militar que o suspeito de assassinar a técnica de enfermagem era ex-companheiro dela e não aceitava o término do relacionamento com a vítima. Conforme os levantamentos, o homem já havia tentado matá-la outras vezes, com uma faca e também teria incendiado o carro de um rapaz que ele desconfiava ser o novo namorado dela.

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança