Segurança baleado por PM em festa no Terminal do Mucuripe fica paraplégico

Bruno Castro Francilino, de 24 anos, levou um tiro nas costas na madrugada desta quarta-feira (12). Policial foi preso em flagrante pelo crime

Um dos seguranças baleados por um policial militar na madrugada desta quarta-feira (12), em festa realizada no Terminal Marítimo do Mucuripe, ficou paraplégico por conta da lesão. A informação foi dada pela própria mãe de Bruno Castro Francilino, de 24 anos, que levou um tiro nas costas e não deve mais andar.

Segundo a mãe do segurança, que preferiu não revelar o nome, alguns exames já foram feitos em Bruno e constaram que ele já está sem o movimento das pernas. Ela ressaltou que seu filho ainda não sabe da notícia, mas será informado em breve. "Ele já chora demais de dor", lamentou.

O policial militar que baleou Bruno foi preso em flagrante após atirar contra os seguranças. A Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública e Sistema Penitenciário do Estado do Ceará (CGD) será responsável por investigar o caso.

Discussão

O crime aconteceu na madrugada desta quarta-feira (12), após um discussão do PM com um dos seguranças do local. Além de lesionar Bruno Castro com um tiro nas costas, o policial ainda disparou contra um segundo homem, Jaime Gomes da Silva Neto, de 38 anos, que também trabalhava na festa. As vítimas foram encaminhadas ao Instituto Dr. José Frota (IJF). Jaime, aliás, passou por cirurgia, mas já se encontra em recuperação, na enfermaria do hospital. 
 
Em nota, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que o PM foi indiciado no 9º Distrito Policial, mas o caso será investigado pela CGD.
Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança