PRFs mortos na BR-116, em Fortaleza: veja o que se sabe e o que falta esclarecer

Policiais rodoviários foram mortos a tiros por um homem em situação de rua após luta corporal. Polícia Federal investiga o caso

Escrito por João Lima Neto, Felipe Mesquita, Matheus Facundo e Valdir Almeida,

Segurança
Peritos da Polícia Federal atuam no caso
Legenda: Peritos da Polícia Federal atuam no caso
Foto: Fabiane de Paula/Diário do Nordeste

A morte dos dois policiais rodoviários federais na BR-116, km 6, em Fortaleza, na manhã desta quarta-feira (18), chocou o Ceará. Um homem em situação de rua, ainda não identificado, matou os dois agentes de segurança, após roubar a arma do policial e entrar em luta corporal. Veja abaixo o que já se sabe e o que ainda falta esclarecer sobre o ocorrido. 

Onde ocorreu o crime? 

Os PRFs foram mortos no trevo do viaduto da Avenida Oliveira Paiva sob a rodovia BR-116, na altura do km 6. O local é um trecho de intensa movimentação de motoristas. 

O que motivou o crime?

Ainda não há informações oficiais sobre como foi realizada a abordagem e o motivo. Motoristas relataram que o homem estava caminhando BR-116 e atrapalhava o trânsito no trecho. Durante a abordagem policial, ele pegou a arma do PRF e atirou.

Como os policiais foram mortos?

Os PRFs realizavam controle de tráfego na região quando foram surpreendidos pela atuação do homem. Vídeos feitos por motoristas que trafegavam na BR-116 mostram o momento em que os dois policiais rodoviários federais aparecem em luta corporal com o homem. O criminoso conseguiu pegar a arma dos agentes e, nas filmagens, é possível ouvir os disparos efetuados contra as vítimas.

Após efetuar os tiros contra os PRFs, o homem sai em caminhada com uma arma na mão. Ele é baleado logo depois e morre. A polícia segue investigando o caso. (Assista no vídeo abaixo)

Quem morreu na ação?

Os policiais rodoviários mortos foram identificados como Márcio Hélio Almeida de Sousa e Raimundo Bonifácio do nascimento Filho. Segundo o presidente do Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais no Ceará SINDPRF/CE, Erivaldo Silva, os agentes eram lotados no Grupo de Motociclismo Regional (GMR) da PRF e eram especialistas em escoltas de autoridades

Márcio Hélio Almeida de Souza e Raimundo Bonifácio do Nascimento Filho
Legenda: Márcio Hélio Almeida de Souza e Raimundo Bonifácio do Nascimento Filho
Foto: Divulgação PRF/CE

A terceira morte foi a do homem que assassinou os PRFs. Os três óbitos foram atestados ainda no local pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Quem é o criminoso morto?

O homem suspeito de matar os PRFs foi identificado pela Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) como Antônio Wagner Quirino da Silva. De acordo com a SSPDS, ele tinha 31 anos e não possui antecedentes criminais.

A identificação foi feita por meio de exame de necropapiloscopia, técnica utilizada pela Coordenadoria de Identificação Humana e Perícias Biométricas (CIHPB) da Pefoce. 

Na manhã, a SSPDS, afirmou que o homem vivia em situação de rua. Vídeos recebidos pelo Diário do Nordeste mostram ele andando por outro bairro da Capital um dia antes do crime. 

Ele foi morto por um policial de folga que estava no local, de acordo com a SSPDS. 

Mais alguém participou do crime? 

Ainda não há informações oficiais se mais algum suspeito participou da morte dos PRFs, já que as imagens feitas por motoristas após o crime mostram apenas um homem no local. 

O que ocorreu após as mortes?

Equipes da PRF-CE, da Polícia Militar, Polícia Federal e Perícia Forense foram mobilizados ao local da ocorrência. Um helicóptero da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) chegou a pousar no meio da rodovia e o trânsito foi bloqueado. 

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, a governadora Izola Cela e o prefeito José Sarto compartilharam mensagens em rede social lamentando o assassinato dos dois policiais rodoviários federais assassinados. 

Quando será o velório e o enterro? 

O velório dos agentes mortos ocorre ainda nesta quarta-feira. Conforme a PRF, o velório será fechado para amigos e familiares na Superintendência da corporação no Ceará, localizada na BR-116. 

Os enterros, assim como uma cerimônia fúnebre, serão nesta quinta-feira (19).

Como estão as investigações?

Equipes das Polícias Civil do Estado do Ceará (PC-CE), da PMCE, da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) da SSPDS e da Perícia Forense (Pefoce) estiveram no local para realizar os procedimentos sobre o fato. O

Os procedimentos de polícia judiciária acerca do caso ficarão a cargo da Polícia Federal (PF), que inclusive decretou luto institucional de três dias. 

Segundo a PF, as equipes foram deslocadas "imediatamente" ao local do crime, para "trabalho investigativo e técnico-científico". 

Após a apuração dos fatos, o inquérito será encaminhado à Justiça Federal. A corporação ainda manifestou pesar pelo falecimento dos agentes de segurança. 

"Ao tempo em que reúne todos os esforços para solucionar esse fato trágico, a Polícia Federal presta condolências às famílias, amigos e companheiros de trabalho dos dois policiais mortos enquanto desempenhavam suas funções na instituição coirmã Polícia Rodoviária Federal", disse a PF.

Veja a nota da Polícia Federal na íntegra

Fortaleza/CE. A Polícia Federal está atuando desde o momento em que tomou foi comunicada da ocorrência que vitimou dois Policiais Rodoviários Federais na manhã desta quarta-feira, 18, em Fortaleza/CE. 

Houve deslocamento imediato de equipes ao local do crime para trabalho investigativo e técnico-científico, que instruirão Inquérito Policial instaurado na apuração dos fatos. O resultado do Inquérito será encaminhado à Justiça Federal.

Ao tempo em que reúne todos os esforços para solucionar esse fato trágico, a Polícia Federal presta condolências às famílias, amigos e companheiros de trabalho dos dois policiais mortos enquanto desempenhavam suas funções na instituição coirmã Polícia Rodoviária Federal.