Polícia captura seis pessoas que planejavam cometer crimes em Horizonte

O grupo foi autuado por associação criminosa e corrupção de menores, já que havia um adolescente na ação. O menor de idade vai responder a um ato infracional

armas e coletes
Legenda: Polícia aprendeu armas e coletes após a perseguição, em Horizonte
Foto: Divulgação/SSPDS

Um grupo criminoso que planejava cometer homicídios em Horizonte, na Região Metropolitana de Fortaleza, foi preso pela Polícia Militar do Ceará (PMCE) na madrugada desta terça-feira (26). Quatro homens em um veículo roubado estavam a caminho do bairro Diadema, onde praticariam mais crimes, quando os agentes de segurança intervieram e iniciaram uma perseguição.

O carro trafegava em alta velocidade, o que fez os PMs darem voz de parada, mas o condutor do automóvel não atendeu. Os homens que estavam no transporte atiraram em direção à viatura dos policiais. Um dos suspeitos saltou do veículo e conseguiu fugir. 

A viatura seguiu em direção ao grupo. O automóvel dos suspeitos entrou em chamas e dois dos homens saíram do carro, tendo sido presos em seguida. Um terceiro foi encontrado no banco traseiro. O Corpo de Bombeiros foi acionado para conter as chamas. Após a extinção do fogo, os PMs apreenderam três armas de fogo no interior do carro.

Detidos

Conforme a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), José Robson Alencar dos Santos, de 20 anos, com antecedentes por tentativa de homicídio, e Sávio Breno da Silva, com histórico por desobediência, foram levados a uma unidade de saúde. Outro homem de 36 anos, com cinco passagens por roubo e furto qualificado, morreu em um hospital de Horizonte. O quarto integrante, de 25 anos, com duas passagens por porte ilegal de arma de fogo e que fugiu do carro em movimento durante a perseguição policial, foi encontrado morto instantes depois. 

A PM também prendeu um segundo grupo, formado por três pessoas e um adolescente, que tentou ajudar na fuga do homem de 25 anos. Antonio Gilson Bento Rodrigues, 33, Caio Victor Marques de Souza, 19, e Samuel Delfino de Almeida, 32, vão responder por associação criminosa, enquanto o adolescente de 17 anos a um ato infracional análogo à associação criminosa. Os adultos foram autuados ainda por corrupção de menores e tentativa de homicídio contra os policiais. As três armas e coletes foram apresentados na Delegacia Metropolitana de Horizonte. 

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança