Passageiro de 51 anos é achado morto em pousada próxima ao aeroporto

Estabelecimento diz que vítima passou mal e sofreu queda. Perícia aponta características de homicídio

Pousada no bairro Serrinha, onde um homem foi encontrado morto
Legenda: Atualmente em reforma, pousada fica nas imediações do Aeroporto de Fortaleza
Foto: Leábem Monteiro

Um homem de 51 anos foi encontrado morto em circunstâncias ainda desconhecidas em uma pousada no bairro Serrinha, em Fortaleza, nesta quarta-feira (15). Segundo o estabelecimento, ele teria caído de um andar para outro do imóvel. A perícia, porém, indica haver características de homicídio. 

O caso ocorreu em uma hospedagem na Rua Antônio Teixeira Leite, nas proximidades do Aeroporto de Fortaleza. Conforme a Perícia Forense do Ceará (Pefoce), a vítima, identificada como Luiz Dias, chegou à hospedagem na noite dessa terça (14), com um casaco e uma mochila.

Lá, o homem pediu para ser acordado às 5h30 desta quarta devido a um voo marcado para as 6h com destino a São Paulo. As informações preliminares repassadas à Perícia apontavam que a vítima, achada próximo a um banheiro do imóvel, teria passado mal e morrido após uma queda.

Após ser acionada, a Pefoce indicou que o crânio do homem estava afundado e com várias marcas de pancadas, o que caracterizaria um homicídio. A mochila, a identidade dele e supostas quantias de dinheiro não foram encontrados — apenas a carteira, com cartão de crédito, o celular e dez cheques pré-datados.

Funcionários da pousada descartam a ideia de invasão do local por terceiros. O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) foi acionado ao local para analisar a ocorrência, dada a possível tipificação do caso.

A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou, em nota, que a Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), por meio do DHPP, realiza oitivas e diligências sobre a morte suspeita. Ainda conforme a Pasta, a ocorrência segue em andamento, mas a Pefoce e a Polícia Militar do Ceará (PMCE) já colheram subsídios para a investigação policial.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança