Operação apreende explosivos e prende líder de quadrilha

Polícia Civil deflagra ofensiva no Jangurussu e desfalca facções suspeitas de ordenarem ataques criminosos ao Estado e a propriedades privadas.

Uma operação desencadeada pela Polícia Civil no Jangurussu, em Fortaleza, para coibir os ataques criminosos contra o Estado, resultou na apreensão de cinco toneladas de explosivos, em uma área dominada pela facção Comando Vermelho (CV); e na prisão de um líder dos Guardiões do Estado (GDE), em outro ponto da região, ontem.

Pelo menos cinco toneladas de material explosivo foram apreendidas em um terreno particular no Parque Betânia, localizado no Bairro Jangurussu, na Grande Messejana. O material, composto de nitrato de amônia, estava dividido em 200 sacos de 25 quilos, cada. A apreensão ocorreu a partir de uma investigação encabeçada pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoas (DHPP).

Ainda na noite de sexta-feira (11), a Polícia Civil iniciou buscas em sete possíveis lugares e, na tarde de ontem, encontrou o material explosivo. Com mandados de busca e apreensão, os policiais chegaram a residências e, no caso específico, ao terreno baldio que guardava o material. Lá, dois homens foram presos. No total da ação, cinco homens foram detidos e um menor apreendido.

Leia mais:
> Criminosos investem em ataques grandiosos

"Esse imóvel funcionava como depósito, apenas. Foram cinco toneladas. É quase toda a quantidade roubada", afirma André Costa, secretário da Segurança Pública e Defesa Social. Ele se refere ao roubo, em 20 de dezembro, de 5,5 toneladas de explosivos e 3 mil metros de cordéis detonantes.

O material, no valor total de R$ 40 mil, foi retirado por criminosos durante o transporte entre os municípios de Caucaia e Aquiraz. O Exército Brasileiro confirmou que o material apreendido neste sábado pertence ao mesmo lote dos explosivos roubados.

A Polícia acredita que a apreensão reduzirá o potencial lesivo dos grupos que realizam atentados pelo Estado.

Liderança

A ofensiva policial também atingiu a GDE, com a prisão do líder da facção no Jangurussu. Emanoel Marques Palhano, o 'Manel', de 28 anos, é suspeito de comandar expulsões de famílias de suas residências na região e também de ordenar ataques criminosos contra o Estado e propriedades privadas. A Polícia Civil investiga quais ocorrências registradas nos últimos dias têm orientação do criminoso.

A detenção foi efetuada por policiais civis do 30º DP (Conjunto São Cristóvão), em cumprimento de um mandado de prisão preventiva expedido pela Vara de Delitos de Organizações Criminosas, na manhã de ontem. 'Manel' foi surpreendido em sua residência, no Conjunto Maria Tomásia, onde ele teria ordenado expulsões de moradores e tomado dezenas de apartamentos para a facção.

Legenda: Um líder da GDE também foi preso em outra ação da Polícia Civil

Segundo o delegado do 30º DP, Maurício Júnior, o líder da GDE ainda é o responsável por desocupações no Residencial José Euclides Ferreira Gomes e em outras áreas dos bairros Jangurussu e Conjunto Palmeiras. A região concentra o maior número de ocorrências de expulsões de residências, ordenadas por facções, em Fortaleza, e é o berço dos Guardiões do Estado.

'Manel' já havia sido preso em 27 de fevereiro de 2018, também por suspeita de ordenar desocupações, mas conseguiu a soltura. Ele tem uma vasta ficha criminal, com passagens pela Polícia por roubo, furto qualificado, tráfico de drogas, associação para o tráfico, crime ambiental e crimes de trânsito e ainda é investigado por ordenar diversos homicídios no Jangurussu.

Conforme o delegado Maurício Júnior, 'Manel' é o número 1 da GDE no Jangurussu, acima dos seus irmãos, Eugênio Marques Bezerra, o 'Eugênio Avatar', 39, e Josenildo Marques Palhano, o 'Sal', 30. O primeiro responde por quatro roubos, um homicídio, associação criminosa, uso de documento falso e corrupção ativa. Já o segundo tem passagens pela Polícia por homicídio, tentativa de homicídio, tráfico de drogas, receptação, associação criminosa, posse ou porte irregular de arma de fogo e crime de trânsito.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança