Motorista de aplicativo é morto a tiros próximo à BR-116, no bairro Cajazeiras

A Associação dos Motoristas de Aplicativo do Ceará (AMP), que acompanha o caso, informou que o profissional foi vítima de uma tentativa de assalto

Legenda: Jaris Rodrigues tentou fugir dos assaltantes, mas foi atingido a tiros
Foto: Reprodução

O corpo de um motorista de aplicativo foi encontrado nas imediações da BR-116, no Bairro Cajazeiras, em Fortaleza, por volta das 11h desta quinta-feira (29).

Jaris Rodrigues, 52 anos, foi vítima de uma tentativa de assalto, segundo a Associação dos Motoristas de Aplicativo do Ceará (AMP), que acompanha o caso. Conforme a associação, as primeiras informações são de que o motorista se recusou a entrar no porta-malas do carro e foi morto.

Legenda: Carro do motorista abandonado próximo ao corpo na rua Geógrafo Antônio Rodrigues Zaranza
Foto: Brenda Alburquerque/SVM

O motorista ficou caído no meio-fio a alguns metros do veículo, que estava com o porta-malas aberto. Os sapatos da vítima estavam jogados na via, atrás do automóvel, um Onix preto.

O motorista de aplicativo Júnior Câmara, amigo da vítima, relatou com tristeza a morte de Jares. "Era um amigo, um irmão, uma pessoa do bem que trabalhava diuturnamente para pagar, como todos nós fazemos, tudo na sua vida. E aí vem esses marginais e de forma cruel, que eu estive até lá no momento, tiraram a vida dele e ceifaram a vida de um pai de família, um grande homem, um cidadão", conta.

Investigações

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), equipes do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) estiveram no local colhendo as primeiras informações sobre o caso. O carro encontrado próximo a vítima foi periciado e restituído para a família. A Polícia Militar realiza buscas na região para capturar os autores do crime. O DHPP apura as circunstâncias do caso.

A 99, empresa de transporte por aplicativo com a qual a vítima trabalhava, afirmou em nota que quando tomou conhecimento sobre o crime, mobilizou uma equipe "para apurar o ocorrido e buscar contato com os familiares para oferecer todo o apoio e as orientações de como acionar o seguro oferecido pelo aplicativo". A empresa afirmou, ainda, que está disponível para colaborar com a polícia com os dados que forem necessários para que o caso seja esclarecido e os responsáveis punidos.

Caso Alexandre Fernandes

Em agosto deste ano, o motorista Alexandre Fernandes foi sequestrado e morto por criminosos que solicitaram uma corrida no Bairro Maraponga. Eles anunciaram o roubo e exigiram que a vítima fosse para o banco de trás do carro. O motorista reagiu e foi alvejado pelos assaltantes. O corpo de Alexandre foi encontrado dois dias depois do desaparecimento, no Km 30 da BR-116, em Aquiraz, município da Grande Fortaleza. Oito pessoas foram denunciadas pelo Ministério Público pela morte de Fernandes. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança

Assuntos Relacionados