Jogador de futebol é preso em Fortaleza por suspeita de manter namorada em cárcere privado

Mulher de 24 anos é da Bahia e estava hospedada na casa do jogador desde o último dia 16 de novembro

Coletiva da Polícia Civil na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Fortaleza
Legenda: A Polícia Civil foi acionada por uma amiga da vítima
Foto: Divulgação

Um jogador de futebol de 28 anos foi preso em flagrante nesta terça-feira (23), em Fortaleza, suspeito de manter a namorada de 24 anos em cárcere privado. O homem, que é cearense, tinha contrato com um clube do norte do Brasil, segundo a Polícia Civil. Já a mulher havia chegado da Bahia no último 16 de novembro para se hospedar por um mês na casa do jogador, onde acabou sendo mantida presa e tinha sua comunicação com o mundo externo controlada por ele.  

Em coletiva para a imprensa, a Polícia revelou que chegou ao suspeito por meio de denúncia feita pela amiga da vítima, que buscou a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) da Capital.  

O suspeito, cujo nome não foi divulgado, foi preso por cárcere privado, lesão corporal e injúria real

Pedido de socorro 

A vítima pediu ajuda da amiga por meio de um aplicativo de troca de mensagens. Disse: “Eu preciso ir embora daqui de Fortaleza. Se eu não sair daqui ele vai acabar me matando. Ele me bateu hoje. Eu não posso mais ficar aqui. Minha vida tá em risco”. 

A amiga, assustada, perguntou se ela tinha dinheiro para pagar a passagem de volta para a Bahia e aconselhou que ela apagasse as mensagens para que ele não as visse, se irritasse e a agredisse novamente. A vítima, então, disse que tinha o dinheiro, mas que não conseguia sair da casa porque ele não saía do seu lado para nada.

“Fui falar de ir embora e ele voou em cima de mim”, confessou. Foi aí que, no último domingo (21), a amiga telefonou para a DDM e denunciou o caso.

Imagem mostra três prints de conversas entre a vítima e a amiga, que são da Bahia.
Legenda: A vítima relatou para a amiga que estava sendo agredida pelo jogador de futebol.
Foto: Reprodução/WhatsApp

Segundo a Polícia, o jogador já tem antecedentes criminais por lesões corporais. 

Abordagem policial 

Policiais civis da DDM foram, então, à casa do jogador investigar o caso. Quando chegaram ao local, encontraram outras pessoas morando na residência, mas elam negaram a presença da vítima

Plantonista da delegacia, a delegada Alessandra Guedes detalhou que, nesse momento, os policiais entraram novamente em contato com a denunciante, que reforçou que a amiga estava lá.

"Então, eles chamaram novamente as pessoas da casa que os atenderam e foram mais incisivos, dizendo: 'Sabemos que eles estão aí. Se esconderem, vai ser pior'. Foi quando a vítima veio e pediu ajuda, pra que fosse retirada de lá", relatou.

A imagem mostra mais prints de conversas entre a vítima e a amiga.
Legenda: A amiga aconselhou a vítima a correr para perto dos policiais quando eles fossem investigar na casa.
Foto: Reprodução/WhatsApp

Vítima e agressor foram encaminhados para a DDM. Na delegacia, a vítima confirmou que chegou a Fortaleza no último dia 16 para se hospedar na casa do então namorado. Ela contou ainda que três dias após sua chegada o jogador passou a se mostrar violento e a controlar com quem ela falava pelo celular. Também relatou que teve várias crises de ansiedade.  

Após o depoimento, a jovem se submeteu a um exame de corpo de delito que comprovou as agressões sofridas. Ela já voltou para a cidade onde mora, na Bahia. 

Já o suspeito foi autuado em flagrante por cárcere privado, lesão corporal e injúria real, no âmbito da violência doméstica e familiar. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança

Assuntos Relacionados