Tentativa de chacina no Barroso: Dupla é capturada em crime que matou 2 pessoas e feriu 8

Crime deixou duas pessoas mortas e oito feridas, incluindo crianças e adolescentes; Suspeitos tinham ligação com o Comando Vermelho (CV)

Escrito por Beatriz Irineu/Luana Barros ,
Ação policial na Areninha Campo Barroso
Legenda: O caso ocorreu na Areninha Campo Barroso, na noite desta sexta-feira (21)
Foto: Reprodução/Instagram

Um homem e um adolescentes, de idades não confirmadas, suspeitos de participar na tentativa de chacina em Areninha no bairro Barroso, em Fortaleza, foram capturados na manhã deste sábado (22). A informação foi dada pelo delegado Márcio Gutiérrez, da Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE). Na tarde deste sábado, o Instituto Doutor José Frota (IJF) informou, em nota, que atende 8 crianças e adolescentes vítimas do crime. 

Segundo Gutiérrez, os dois capturados são integrantes de grupos criminosos e quebraram o celular no momento da prisão. "Buscando destruir provas, destruir informações", afirmou o delegado. A dupla é suspeita de ter ligação com o Comando Vermelho (CV). Eles foram capturados na Grande Messejana e havia mandados de prisão em aberto contra os suspeitos.

Veja também

Ainda segundo Gutiérrez, até o momento a linha de investigação é de que o tiroteio tenha tido como motivação a intimidação. "O que as investigações apontam é aquele processo de intimidação de grupos criminosos, para coagir a população", disse o delegado geral.

O delegado informou que não está descartada a hipótese do crime ser um revide às ações das forças de segurança. "Nós não descartamos essa possibilidade, é uma linha também que a gente trabalha, segue acompanhando várias linhas, inclusive a linha de imposição de terror e intimidação da população", disse.

Por outro lado, Gutiérrez aponta que a motivação não deve ser embate entre grupos criminosos. "Foge dessa realidade, são pessoas inocentes sendo atingidas", disse. 

Delegado Márcio Gutiérrez, da Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE)
Legenda: Delegado da da Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE), Márcio Gutiérrez, concedeu entrevista coletiva
Foto: Fabiane de Paula

O tiroteio no Barroso deixou duas pessoas mortas, incluindo um menino de dez anos. Oito pessoas ficaram feridas, algumas em estado grave, e foram levadas para o Instituto José Frota (IJF).

Reunião de cúpula e reforço federal

Após os crimes, o governador Elmano de Freitas convocou a cúpula da Segurança Pública para uma reunião na manhã deste sábado (22) para discutir o panorama do Estado frente aos acontecimentos. 

Ele disse, em vídeo publicado nas redes sociais, que os ataques "não intimidarão as forças de segurança do Ceará e as nossas Instituições". Elmano destacou ainda que, se necessário, pedirá apoio federal para combater os atos criminosos.

"Ações e operações policiais serão ainda mais intensificadas e todos esses criminosos serão identificados e presos. Se necessário, não hesitarei em solicitar reforço de apoio federal nessa missão. Inclusive liguei há pouco para o ministro da Justiça, Ricardo Lewandowski, relatando a situação", disse. 

O governador também as ações criminosas acontecem como resposta ao anúncio de intensificação na Segurança cearense.

"Isso ocorre na sequência da intensificação das operações de combate ao crime que temos realizado e do anúncio de novas e mais duras medidas de enfrentamento às organizações criminosas, juntamente com a Justiça e o Ministério Público", explica.

Outros crimes registrados 

Além da tentativa de chacina, outros crimes foram registrados em Fortaleza e em Caucaia, na noite desta sexta-feira (21). O delegado geral da Polícia Civil Márcio Gutiérrez confirmou oito homicídios apenas em Fortaleza. Os dados, segundo ele, são do Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops)

Entre os casos, estão os que ocorreram no bairro Araturi, em Caucaia às 19h26, na Messejana às 20h16, no bairro Mondubim às 21h e às 21h24 no bairro Siqueira. 

Duas pessoas foram presas por porte ilegal de arma de fogo, sendo uma em Messejana e outra no Parque Santa Rosa. 

Chacina em Viçosa do Ceará

Oito pessoas morreram e uma pessoa ficou ferida na chacina registrada no município de Viçosa do Ceará, na madrugada de quinta-feira (20). Equipes das Forças de Segurança do Ceará estão em diligências ininterruptas na região. O caso foi na Praça Clóvis Beviláqua, no Centro da Cidade.

As vítimas estavam em um bar, ao lado da praça, quando os suspeitos chegaram de carro e motocicletas no local.

Os atiradores teriam retirado as vítimas do bar e colocado o grupo enfileirado na praça. Em seguida, os suspeitos dispararam contra nove pessoas. 

Veja também

Três mulheres, com idades de 16, 23 e 25 anos, e quatro homens, com idades de 18, 21, 24 e 26 anos, foram mortos a tiros. Ana Caroline de Sousa Rocha, de 23 anos, já possuía passagens por homicídio, tráfico de drogas, associação criminosa e posse ilegal de arma de fogo e estava tornozelada.

Júlio Félix Rodrigues, 24, também vítima da chacina, tinha passagens na Polícia por posse ou porte ilegal de arma de fogo de uso restrito. As vítimas Ingrid Ívine de Souza Rocha, Isamara de Sousa Rodrigues, Francisco Luan Brito da Silva, André Madeira Olivindo Junior e Geovane de Amorim Silva não tinham antecedentes criminais.

Na noite desta sexta, morreu a oitava vítima do crime, o jovem Adrian Mateus Brito dos Santos, de 23 anos. Devido aos tiros, Adrian perdeu parte do baço e estava com o intestino perfurado. Após passar por uma cirurgia, ele não resistiu. Adrian deixa um filho de quatro anos.

Os destaques das últimas 24h resumidos em até 8 minutos de leitura.